Programa de estreia de "A Fazenda 7" tem acampamento, discussão e terapia em grupo

Do UOL, em São Paulo

A sétima edição de "A Fazenda" estreou na Record neste domingo (14), revelando os 16 participantes da temporada e também colocando os peões para acamparem logo no primeiro dia de confinamento. Além disso, as celebridades participaram de um jogo onde expuseram fragilidades e polêmicas do passado.

A lista de integrantes, como adiantou o colunista Flávio Ricco, do UOL, conta com a Andréia Sorvetão, ex-paquita, Babi Rossi, ex-panicat, Bruna Tang, ex-jurada do "Famoso Quem?", Cristina Mortágua, ex-modelo, Débora Lyra, Miss Brasil 2010, Diego Cruz, ator, DH, vocalista da banca Cine, Felipeh Campos ex-dublador do "Qual É A Música", Heloísa Faisso, funkeira, Léo Rodriguez, cantor sertanejo, Lorena Bueri, Gata do Paulistão 2011, Marlos Cruz, ator, Mc Bruninha, funkeira, Oscar Maroni, empresário, Robson Caetano, ex-atleta e Roy Rosseló, ex-Menudo.

Separados em grupo de quatro, os participantes chegaram ao local de confinamento, em Itu, de carro. Babi Rossi, Robson Caetano, Cristina Mortágua e Diego Cristo foram os primeiros a pisar no reality rural.

Lorena Bueri x Oscar Maroni

Uma das novidades desta temporada de "A Fazenda" foi a ida dos participantes para um acampamento com pouca estrutura em vez da sede. O primeiro contato entre os famosos já gerou as primeiras intrigas. Oscar Maroni e Lorena Bueri discutiram depois que o empresário disse que uma mulher aceitaria R$ 2.000 de um homem para deixar o emprego. Ao ouvir o papo, a Gata do Paulistão, que já trabalhou como camelô, se incomodou. "Trabalhei na rua desde os cinco anos, as pessoas sempre me cantaram e eu nunca aceitei. Você generalizou", disse a modelo.

Terapia em grupo

Na primeira noite de confinamento, os 16 participantes se reuniram em volta de uma fogueira com o objetivo de deixarem para trás todas as coisas ruins que sofreram antes do reality show. Emocioanados, os novos peões discursaram sobre acontecimentos de seus passados. A ex-panicat Babi Rossi citou o preconceito que sofreu na profissão. "Quero mostrar que sou a menina meiga que meus amigos conhecem", disse. O empresário Oscar Maroni lembrou que foi preso quatro vezes acusado de promover a prostituição e afirmou que gostaria de deixar a injustiça em seu passado. Outros depoimentos que causaram comoção foram os de Felipeh Campos, que compartilhou com os companheiros que enterrou a mãe no mesmo dia em que foi convidado para "A Fazenda", e Roy Rosseló, que citou ter sofrido abuso exploração na época em que integrou o grupo Menudo. "Sou contra a pedofilia", disse.

Últimas notícias Ver mais notícias