Eva e Jorge, membros da família Lima, são eliminados do "BBB18"

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/TvGlobo

    Eva e Jorge deixam o "BBB18" após votação

    Eva e Jorge deixam o "BBB18" após votação

Eva e Jorge foram os dois membros da família Lima escolhidos pelo público para deixar o "BBB18". Com isso, Ana Clara e Ayrton continuam na disputa por R$1,5 milhão. Ana Clara teve 44,26% dos votos para ficar no jogo, e Ayrton 23,84%.

"Todos aqui são ser humanos, a minha família não é perfeita. Antes de julgar qualquer ação aqui dentro, temos que olhar pro nosso rabo. Gostaria de agradecer pela oportunidade", afirmou Ayrton.

Após alguns minutos minutos, Leifert informou que a porcentagem de votos de Eva e Jorge estava errada, porém os dois eram os eliminados corretos. O brother conseguiu 21,44%, enquanto a sister teve apenas 10,66% da aprovação popular. 

Assim que os dois deixaram a casa, Ayrton e Ana Clara se abraçaram e voltaram para participar da formação do primeiro paredão do "BBB18"

Reprodução/TvGlobo

Entenda a Dinâmica

Na segunda-feira (22), um dia antes da entrada dos demais 16 participantes do "BBB18", o reality show começou com uma surpresa: a entrada da família Lima, formada pelos pais Ayrton, 56 anos, Eva, 52 anos, a filha Ana Clara, de 20 anos, e o sobrinho Jorge. Eles competiram, em uma votação popular, e apenas dois membros mais votados ficariam na disputa. 

Tiago Leifert explicou para o público que  os dois familiares se comportarão no reality como uma pessoa só: caso um seja indicado ao paredão, os dois irão; se um deles participar de uma prova, os dois estarão na competição. Quando os dois votarem, o voto contará também como um só. 

Polêmica

A relação entre Ayrton e sua filha, Ana Clara, gerou grande polêmica nas redes sociais. O brother foi acusado de assédio após deitar em cima da jovem e fazer alguns movimentos com o quadril, além de constantes selinhos e contato físico.

Após o comportamento se repetir algumas vezes, a produção do programa chamou os integrantes da família Lima para uma conversa na noite de quarta-feira (24), diretamente com Tiago Leifert, longe das câmeras 24 horas. 

No programa ao vivo do mesmo dia, o apresentador mostrou o conteúdo da conversa e comentou a polêmica: "Tem gente que acha a família normal, tem gente que acha que tem excesso de intimidade", disse o apresentador, que bateu um papo, algumas horas antes, com os quatro integrantes para esclarecer a polêmica dos selinhos que Ayrton dá em sua filha.

"Uma coisa que a gente aprendeu aqui fora esses dias é que essa coisa do selinho entre familiares não é tão comum aqui fora quanto a gente achava que era. Muitas pessoas acham estranho o selinho. Como é que é o selinho para vocês?", questionou o apresentador.

"Na minha família isso não era comum, na casa da minha mãe e do meu pai. Mas na casa do Ayrton é sim. Eu aprendi que é um ato de carinho, não tem maldade nenhuma. Todos os pequenos da família gigantesca dão selinho, não há maldade nenhuma, nada mais é do que um ato de carinho. É como falar 'eu te amo', explicou Eva, a matriarca da família. Ana Clara acrescentou: "Na casa da minha vó sempre foi assim, é normal".

Mesmo após a conversa, as redes sociais continuaram a comentar o caso. No tarde do domingo (28), Ayrton foi chamado pela produção para uma breve entrevista e disparou: "Eu vou continuar beijando-a enquanto ela permitir", afirmou sem hesitar.

Últimas notícias Ver mais notícias