Carrinho de Compras: STF gasta R$ 38 mil na compra de dois fornos de cozinha

Contas Abertas

O destaque do carrinho da semana fica com a compra de dois fornos "inteligentes" realizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O preço unitário de R$ 19 mil se deve pela especificação do produto: "forno combinado a gás para cocção por meio de ar quente, vapor ou ar quente e vapor simultaneamente, capaz de realizar a maior parte dos métodos de cocção empregues nas cozinhas industriais e dotado de sistema inteligente de reconhecimento e controle dos alimentos em cocção". Para facilitar o entendimento, cocção significa cozimento. A empresa responsável pela entrega e instalação dos fornos é a Polux Comercial Ltda, que receberá R$ 38 mil.

Outras compras curiosas do Judiciário aconteceram no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Curiosas, mas com finalidades bem distintas. As rodas, frisos e acabamentos dos veículos da frota do STJ poderão "brilhar" após o recebimento dos 500 litros de limpa alumínio concentrado. Como cada litro deve ser diluído em 20 litros de água, ou seja, o tribunal terá 10 mil litros do produto à disposição. Para o controle de qualidade do concentrado, a secretaria do STJ solicitou à empresa Pontual Distribuidora de Produtos de Limpeza que entregue amostra de 1 litro do produto com a respectiva especificação, além da identificação do registro no Ministério da Saúde. 

No TJDFT a aquisição foi de materiais para copa e cozinha. Diferentemente do STF, não foram comprados fornos, mas sim diversos utensílios que são colocados dentro deles, e outros que auxiliam o cozimento, ou cocção, de alimentos, além de diversos instrumentos de uso gastronômico. A lista não é pequena, e custará R$ 21,5 mil.

- 60 conjuntos de base da faca e copo para liquidificadores;
- 15 espátulas para bolo;
- 40 formas de alumínio retangulares para bolo;
- 19 jarras para água/suco em cristal liso transparente;
- 35 panelas com tampa para uso doméstico;
- 25 panelas de pressão de 6 litros;
- 03 panelas de pressão com 5 sistemas;
- 25 pedras para amolar facas;
- 60 porta sachets em porcelana;
- 70 potes retangulares de plástico;
- 20 pratos de vidro;
- 03 recipientes térmicos para água ou suco;
- 10 registros para botijão de gás, com mangueira; e
- 300 taças em vidro, tipo cristal, para água.

O Comando da Brigada de Infantaria Paraquedista também saiu às compras nesta semana. Empenhou R$ 5,3 mil para a aquisição de uma máquina com capacidade de fabricar até 80 kg de gelo por dia. A empresa favorecida é a LL & BL Comercial Ltda.

Outro Comando, da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, adquiriu 1.750 kg de húmus de minhoca, produto que ficou famoso em 1996, quando o STJ comprou 47 toneladas para cobrir os jardins e gramados plantados após o término das obras da atual sede. Em 2009, o STF também adquiriu húmus, mas entre as três compras, foi a "mais leve", com apenas uma tonelada.

No Legislativo o destaque ficou com a Câmara dos Deputados. Duas notas de empenho são voltadas para prestação de serviços de limpeza de imóveis funcionais, com os gastos totalizando R$ 6,5 mil. Também comprou, a pedidos da Assessoria Internacional e do Cerimonial da Casa, 150 medalhas institucionais destinadas para serem entregues em eventos protocolares. Cada uma custará R$ 52,00.

Últimas notícias Ver mais notícias