Chuva perde intensidade em SP e cidade sai do estado de atenção; 40 pontos de alagamento permanecem

Do UOL, em São Paulo

Chuvas de verão
Chuvas de verão

As chuvas começam a perder intensidade na capital e municípios vizinhos depois de castigar todas as regiões da cidade nesta quinta-feira (14). Imagens de radar indicam precipitação fraca com pontos moderados em praticamente todas as regiões. Chove forte apenas no extremo sul, entre Parelheiros e Engenheiro Marsilac. O aeroporto de Congonhas opera com ajuda de instrumentos a partir das 18h40, depois de ter sido fechado para pousos e decolagens por causa da forte chuva que atingiu a capital durante a tarde.

Mas a cidade registra ainda 43 pontos de alagamento, 26 intransitáveis e 17 transitáveis, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). A ponte Antônio Cardoso, em Santo André, na região do ABC, desmoronou parcialmente por causa do temporal que atingiu a região.

A zona oeste foi a mais atingida. Os bairros do Butantã e da Lapa foram os que tiveram os maiores índices pluviométricos da cidade, com 100,4mm e 66,8mm cada um, o que levou várias ruas e avenidas a ficarem alagadas. Parte do estacionamento do shopping Butantã está debaixo d`água e até parte do Palácio do Governo, que fica no Morumbi, também ficou alagada.

Carros ficam embaixo d'água em tarde caótica em São Paulo

Na Grande São Paulo, ainda há registro de chuva forte entre Carapicuíba, Itapevi e Santana de Parnaíba. Nos demais municípios, há apenas incidência de chuva fraca.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) aponta pontos de alagamento intransitáveis na avenida Eliseu de Almeida, na zona oeste, na avenida Henrique Schaumann, na zona oeste, avenida Roque Petroni Júnior, no sentido Diadema, na avenida Antonio Munhoz Bonilha, na Casa Verde, na avenida Nove de Julho, na avenida Gastão Vidigal, no sentido bairro/centro, na avenida Imperatriz Leopoldina, na zona oeste, rua Luis Murat, avenida Marques de São Vicente, avenida Francisco Matarazzo e na avenida Gonçalo Madeira, todas na região da Lapa, rua dos Pinheiros e avenida Brigadeiro Faria Lima, nos dois sentidos, também na zona oeste. Estão com pontos interditados ainda a avenida Professor Luiz Inácio de Anhaia Melo, na rua Chafic Maluf, nos dois sentidos, na rua Clélia, na Lapa, zona oeste, avenida Vinte e Três de Maio e na rua Manoel Dutra, na região central, avenida Interlagos, rua Vicentina Gomes e na marginal Pinheiros, no sentido Interlagos e Castello Branco, na pista expressa, ambas em Santo Amaro e a avenida dos Bandeirantes, sentido marginal.

Há ainda mais seis pontos de alagamento transitáveis na avenida Nove de Julho, no sentido bairro/centro, na Tenente Costa Bueno, avenida Guarapiranga, avenida Eusébio Matoso, rua Alvarenga, marginal Pinheiros, sentido Interlagos/Castelo, pela pista local, na altura da ponte Cidade Universitária, e nas pontes Eusébio Matoso e Jaguaré, na avenida Mofarrej, na avenida Pedroso de Morais e e nas pontes Apecatu e da praça Panamericana.

A SPTrans acionou o PAESE (Plano de Apoio entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência) às 18h20, com 30 ônibus para atender os passageiros entre as estações Lapa e Barra Funda da linha 8 – Diamante.

A circulação de trens entre as Estações Luz e Francisco Morato da Linha 7 - Rubi (Luz - Francisco Morato) também ficou alterada em razão de fortes chuvas, ampliando o intervalo entre as composições e o tempo de percurso das viagens. A circulação de trens entre as Estações Utinga e Prefeito Saladino da Linha 10 - Turquesa também ficou interrompida em razão de fortes chuvas. A ocorrência foi solucionada às 18h e a circulação de trens encontra-se em processo de normalização. A circulação de trens entre as Estações Brás e Rio Grande da Serra da Linha 10 - Turquesa - também terá o intervalo ampliado entre os trens. A circulação de trens entre as Estações Júlio Prestes e Lapa da Linha 8 - Diamante - também ficou interrompida em razão de fortes chuvas a partir das 18h.

Às 16h25, o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, registrou rajadas de vento de aproximadamente 55km/h. No aeródromo de Congonhas, na zona sul, a velocidade dos ventos atingiu os 53km/h às 17h33.

De acordo com os meteorologistas do CGE, a tendência é de que as chuvas diminuam ainda mais nas próximas horas. Entre o final da noite e a madrugada a previsão é de apenas nebulosidade. Neste período, os termômetros ficam por volta dos 19ºC.

Os próximos dias seguem com condições típicas de verão na Grande São Paulo, com sol, variação de nuvens e temperaturas em elevação. As mínimas oscilam em torno dos 19ºC, enquanto que as máximas podem superar os 30ºC. No final do dia esperam-se chuvas de verão na Grande São Paulo.

O tempo não muda muito no sábado (16) que deve apresentar sol com variação de nuvens na Capital paulista. Os termômetros variam entre mínimas de 19ºC e máximas em torno dos 29ºC. No final da tarde a nebulosidade aumenta e retornam as condições para chuvas na forma de pancadas.

Pedestre enfrenta água até o joelho em temporal em São Paulo

Últimas notícias Ver mais notícias