Crivella nomeia bispo da Universal para presidência do Procon carioca

Bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), nomeou outro bispo da mesma igreja para a presidência do Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, conhecido como Procon Carioca. Trata-se de Jorge Braz de Oliveira, de 63 anos, que foi vereador no Rio durante três mandatos e não conseguiu se reeleger na última eleição. O decreto de nomeação foi publicado nesta quarta-feira, 11, no Diário Oficial do Município.

Durante a campanha eleitoral, umas das críticas a Crivella era o suposto interesse dele em distribuir cargos municipais entre os bispos da Universal, igreja fundada por seu tio, Edir Macedo. Crivella sempre negou essa intenção e afirmou que escolheria técnicos para compor seu governo.

Questionada pela reportagem sobre a qualificação do novo presidente do Procon Carioca na área de defesa do consumidor, a Prefeitura do Rio informou que Braz foi "um importante interlocutor do prefeito durante a transição, tem conhecimento do serviço público e participou de importantes comissões da Câmara, como as de Direitos Humanos, Defesa dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência e Meio Ambiente".

Braz é identificado como bispo da Universal em redes sociais e publicações na internet. No Facebook, Braz costuma publicar vídeos e fotos de eventos da Universal. Na madrugada de 1º de janeiro, veiculou foto do "prefeito Crivella sendo abençoado na Vigília da Virada".

Um dos projetos que Braz apresentou e conseguiu aprovar enquanto vereador foi a lei 5.652/2013, que incluiu no calendário oficial do município o Dia do Obreiro Universal, homenagem a quem atua voluntariamente na igreja. A data é comemorada no terceiro domingo de agosto. Filiado ao PRB só em novembro passado, antes Braz integrou outros partidos, como o PTdoB e o PSB, pelo qual se candidatou à reeleição em 2016.

Troca

Outra nomeação publicada no Diário Oficial do Município nesta quarta-feira foi a de Virgínia Salemo Soares para a presidência da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio (CET-Rio). Ela já trabalhava na instituição e tem experiência na área - fez mestrado em Engenharia de Transportes no Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe-UFRJ) e é doutora em Engenharia de Produção pela mesma instituição.

A nomeação de Virgínia seria corriqueira se outra pessoa já não houvesse sido anunciada para o mesmo cargo. O engenheiro de transportes e professor da Coppe-UFRJ Paulo Cezar Ribeiro foi convidado para assumir a função pelo secretário municipal de Transportes e vice-prefeito, Fernando Mac Dowell. Ribeiro começou a trabalhar no órgão, e nesta terça foi informado por jornalistas da nomeação de Virgínia.

Crivella afirmou que Ribeiro havia sido diagnosticado com uma doença grave e pedira para se afastar. A informação do prefeito foi negada pelo engenheiro. "Isola! Graças a Deus, estou muito bem de saúde. Mas depois desta declaração do prefeito, vou fazer até um check up extra. Fui desconvidado, sem sequer falar com o prefeito e com o Mac Dowell, que havia me convidado", afirmou Ribeiro ao jornal "O Globo".

Questionado pela reportagem sobre a declaração do prefeito e o real motivo da substituição de Ribeiro por Virgínia, a assessoria de imprensa de Crivella informou que a questão seria respondida pela assessoria da Secretaria Municipal de Transportes. Isso não ocorreu até as 17h40 desta quarta.


Últimas notícias Ver mais notícias