Procuradoria ordena detenção de condutores de trens que se chocaram no Egito

Cairo, 13 ago (EFE).- O Ministério Público do Egito ordenou neste domingo a detenção dos dois condutores dos trens que se chocaram há dois dias nos arredores de Alexandria, no norte do país, em um acidente no qual 41 pessoas morreram e 132 ficaram feridas, informou a agência oficial de notícias "Mena".

A procuradoria do leste de Alexandria determinou que os dois condutores, bem como seus dois assistentes, devem permanecer em detenção durante 15 dias enquanto continuam as investigações.

A agência afirmou ainda que as autoridades judiciais puseram em liberdade os funcionários dos dois comboios e os trabalhadores das estações de trem mais próxima ao local do acidente.

Além disso, ordenou, sob a supervisão do juiz Ualid al Beheri, a coleta de amostras de urina e de sangue do condutor do trem que provocou a colisão a fim de esclarecer se naquele momento estava sob o efeito de drogas.

O acidente aconteceu na área de Jorshed, perto da estação ferroviária do município de Abis, vizinho a Alexandria, quando um trem procedente do Cairo se colidiu com outro que vinha de Port Said (norte) e que estava parado na via.

Últimas notícias Ver mais notícias