Incêndio em escola religiosa mata 25 pessoas na Malásia

(Atualiza com dados das vítimas e feridos).

Bangcoc, 14 set (EFE).- As autoridades da Malásia informaram que 25 pessoas, entre elas estudantes, morreram na madrugada desta quinta-feira em Kuala Lumpur em um incêndio que arrasou uma escola religiosa, segundo meios de comunicação locais.

"De acordo com a informação que temos, 25 estudantes e professores morreram no incêndio", declarou um oficial do departamento de bombeiros ao jornal "The Star".

Outros 12 estudantes e dois professores conseguiram escapar, dos quais pelo menos quatro foram hospitalizados em estado grave.

As vítimas mortais são 23 estudantes e dois professores, e por enquanto não há mais informações sobre feridos.

O fogo começou pouco antes do amanhecer, em um colégio no nordeste de Kuala Lumpur, e se espalhou pelo segundo andar do recinto, queimando os quartos e beliches, de acordo com as fotos publicadas pelo jornal.

"Nós acreditamos que o fogo começou justamente na porta, impedindo qualquer fuga", disse aos jornalistas, o chefe da polícia da capital, Amar Singh.

O oficial informou que foi aberta uma investigação para descobrir as razões do incêndio.

O primeiro-ministro do país, Najib Razak, que está nos Estados Unidos para uma visita oficial, enviou as suas condolências aos familiares dos mortos em uma mensagem publicada no Twitter.

Segundo relato do jornal malaio, os bombeiros haviam alertado em agosto para as escassas medidas de segurança contra incêndios em centros religiosos privados.

As autoridades destacaram então que desde 2015 ocorreram 211 incêndios nestes recintos.

Últimas notícias Ver mais notícias