Tempestade Max ganha força enquanto se aproxima de Guerrero, no México

Cidade do México, 13 set (EFE).- A tempestade tropical Max, localizada ao sul do estado de Guerrero, no México, no Oceano Pacífico, apresenta uma melhor organização e aumenta a força dos seus ventos, segundo informou na quarta-feira o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

Max, que hoje se formou no Pacífico, causa chuvas torrenciais, ventos fortes e ondas altas em Michoacán, Guerrero e Oaxaca, diz o SMN, em seu boletim divulgado às 22h15 (hora local).

O meteoro está localizado a 155 quilômetros ao sul-sudeste de Zihuatanejo e a 145 quilômetros ao oeste-sudoeste de Acapulco (Guerrero). Ele se desloca para o leste-nordeste a 6km/h enquanto desenvolve ventos sustentados de 95km/h e sequências de 110.

O SMN, que mantém uma zona de vigilância para Guerrero, desde Punta Maldonado até Zihuatanejo, prevê para as próximas horas prevê intensas tempestades torrenciais (150 a 250 milímetros) na costa central de Guerrero.

Também há previsão de tempestades muito fortes com pontos intensos (75 a 150 milímetros) na costa leste de Michoacán e a maior parte de Guerrero, e fortes tempestades em Colima e Oaxaca.

Além disso, são aguardadas sequências de vento superior a 80km/h na costa de Guerrero, e superiores a 70km/h nas costas de Michoacán e Oaxaca, além de ondas de 3 a 4 metros nas costas de Guerrero e de 2 a 3 metros nas costas de Oaxaca e Michoacán.

O SMN recomendou à população em geral e aos marinheiros que tomem precauções com as chuvas, vento e ondas, e atendam as recomendações das autoridades do Sistema Nacional de Proteção Civil.

O Max é o 13º fenômeno tropical que se forma nesta temporada de furacões na águas do Pacífico mexicano. O último deles, Lidia, castigou a Península de Baixa Califórnia no início do mês, deixando sete mortos, além de inundações e danos em infraestrutura.

Últimas notícias Ver mais notícias