Cantadas e assédios a mulheres passarão a ter multa de R$ 2 mil em Fortaleza

do BOL, em São Paulo

  • harassment

A Câmara Municipal de Fortaleza, no Ceará, aprovou nesta terça-feira (14) uma multa para o indivíduo que ofender, constranger ou hostilizar mulheres, nas ruas e nos espaços privados da cidade, com palavras, gestos ou comportamentos. As informações são do jornal "Extra". 

A ideia da multa é assegurar a dignidade, a liberdade e a livre circulação das pedestres e proteger as mulheres de abusos.

O assédio foi definido como proferimentos verbais, comentários abusivos, insinuações ou sons e expressões verbais de cunho sexista alusivas ao corpo, a ato sexual ou a situação sexual humilhante contra outra ou outras pessoas. Também estão incluídos os atos não verbais que reproduzam gestuais obscenos, formas fálicas, insinuações de atos de natureza sexual contra um indivíduo ou contra a coletividade. 

Serão passíveis de multa também as abordagens intimidadoras, o exibicionismo, a masturbação e as condutas lascivas - apalpar, acariciar - sem o consentimento da vítima 

Ainda segundo o "Extra", caberá a Guarda Municipal de Fortaleza registrar a ocorrência e aplicar sanções aos infratores, e o valor da multa será cobrado pela Prefeitura. O texto ressalta que, em caso de não pagamento, o montante será lançado como dívida ativa municipal. 

O projeto é de autoria do vereador Célio Studart (SD) e estava em tramitação desde abril deste ano. A lei entrará em vigor na data de sua publicação. O texto segue agora para sanção do prefeito Roberto Cláudio (PDT-CE). 

Americana grava cantadas que recebe na rua e entrega cartão contra assédio

(Com informações do jornal "Extra")

Últimas notícias Ver mais notícias