Mulher é morta pelo ex na frente dos filhos após denunciá-lo várias vezes por agressão

Do BOL, em São Paulo

  • Reprodução/ Facebook

    Rita foi baleada em frente aos filhos, à mãe e a uma irmã

    Rita foi baleada em frente aos filhos, à mãe e a uma irmã

Rita Jorge da Silva, de 34 anos, foi assassinada pelo ex-marido, José Antônio Caetano, no final da tarde do último domingo (12). O crime aconteceu na frente da mãe dela, de 73 anos, de uma irmã e dos filhos. O caso ocorreu em Araputanga, em Mato Grosso. As informações são do G1. 

De acordo com o investigador da Polícia Civil Ivo de Paula Ribeiro, Rita estava na companhia da mãe, da irmã e dos filhos quando o ex-marido chegou de moto e pediu para que ela voltasse atrás na decisão de seguir com o pedido de divórcio. "Ela disse que não iria suspender o processo e então ele sacou um revólver e começou a atirar contra ela. A vítima correu para dentro da casa, mas já tinha sido baleada e caiu na varanda da casa, onde morreu", afirmou o policial ao G1.

Existia uma medida preventiva que impedia José de se aproximar de Rita. Isso porque ela já havia prestado queixa contra o ex várias vezes por agressão. Desde a separação, ela estava morando na casa da mãe com os filhos.

Segundo Ivo, a mãe de Rita tentou impedir que José Antônio atirasse contra a filha. "Ela tentou segurá-lo para que ele não atirasse, mas não conseguiu e ele continuou atirando. Quando viu a filha estava ferida, a mãe colocou pó de café para tentar estancar o sangue, sem imaginar a gravidade do estado da filha", relatou ele.

De acordo com a polícia, José Antônio fugiu depois do crime e ainda não foi localizado.

(Com informações do G1)

Quer receber notícias do Brasil de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Brasil após acessar o Messenger. É muito simples!  

Últimas notícias Ver mais notícias