Criança de 7 anos morre após ser atropelada por motorista sem habilitação no RS

Lucas Borges Teixeira
Colaboração para o UOL

  • Reprodução/TV Globo

    Mulher foi presa em flagrante e indiciada por homicídio culposo, sem intenção de matar

    Mulher foi presa em flagrante e indiciada por homicídio culposo, sem intenção de matar

Uma criança de sete anos morreu após ser atropelada enquanto caminhava, ao lado da avó, para a escola em Uruguaiana (RS) na manhã desta segunda-feira (16). A motorista não tem habilitação e acabou presa após o acidente. A mulher foi indiciada por homicídio de trânsito culposo.

O garoto Isaac seguia com a avó, 64, em Uruguaiana, na fronteira Oeste do Rio de Grande do Sul, por volta das 7h, quando foi atropelado por um carro. A criança foi arrastada por cerca de uma quadra até o veículo cair em uma vala. A idosa sobreviveu e, ferida, foi encaminhada ao hospital.

Leia também

Ao ouvirem o barulho, moradores da região socorreram a senhora ferida e tentaram prestar ajuda à criança. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamado, mas, quando chegou ao local, o menino já havia morrido.

Detida, a motorista de 25 anos afirmou à polícia que teve a visão ofuscada na hora do acidente. "Ela disse que não conseguiu ver as pessoas por causa da luz do sol ao amanhecer", afirma ao UOL o inspetor Tiago, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Uruguaiana.

A mulher foi presa em flagrante e indiciada por homicídio de trânsito culposo, sem intenção de matar, com agravantes de não ter CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e não ter prestado socorro.

"O delegado entendeu que não houve possibilidade de dolo, embora ela não tenha a carteira de motorista e tenha acelerado depois que atropelou as vítimas", contou o inspetor.

A avó do menino está internada na Santa Casa da cidade. Ela teve o braço quebrado e não corre risco de morte. A motorista deverá ser encaminhada ainda hoje ao presídio da região para esperar audiência de custódia.

Últimas notícias Ver mais notícias