Sobrinho de Castor de Andrade é preso no Rio

Fábio Grellet

Condenado a dez anos de prisão por corrupção ativa, o contraventor Rogério Andrade, sobrinho do também contraventor Castor de Andrade (1926-1997) e patrono da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel, foi preso na tarde desta quarta-feira, 13, quando chegou à 4ª Vara Federal Criminal do Rio, no centro da capital fluminense.

Ele foi à Vara Federal para uma audiência em outro processo em que é réu e, ao chegar, recebeu voz de prisão. O juiz federal Gabriel Borges Knapp, da 4ª Vara Federal Criminal, assinou nesta quarta-feira sentença em que condena Andrade e outros quatro réus e determina a prisão deles.

Por isso o contraventor ainda não sabia da condenação, que se refere a processo decorrente da operação Gladiador, realizada em dezembro de 2006. Na ocasião, donos de máquinas de caça-níqueis foram acusados de pagar propina a policiais.

Andrade foi condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha, mas recorreu e a acusação de formação de quadrilha prescreveu. Mas a pena por corrupção ativa foi mantida e por isso ele foi preso.

Andrade foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML), para se submeter a exame de corpo de delito e depois seria encaminhado ao presídio de Benfica (zona norte do Rio).

Últimas notícias Ver mais notícias