Opositor de Putin é libertado depois de 30 dias preso

Em Moscou

  • Tatyana Makeyeva/Reuters

    Alexei Navalny, durante audiência dias após organizar protesto contra Putin

    Alexei Navalny, durante audiência dias após organizar protesto contra Putin

O líder opositor russo Alexei Navalni foi libertado nesta quinta-feira (14) depois de passar 30 dias preso por ter organizado no dia 5 de maio um protesto contra a posse do presidente do país, Vladimir Putin.

"Estou de novo com vocês depois de uma estadia de 30 dias em detenção. Estou extremamente contente de estar em liberdade", escreveu o opositor no seu Twitter.

A libertação do principal opositor de Putin coincide com a abertura da Copa do Mundo, que a oposição pediu, sem sucesso, para ser boicotada.

O tribunal que condenou Navalni o considerou culpado de infringir a lei ao convocar um protesto em Moscou, apesar de não contar com autorização da Câmara Municipal.

O protesto, sob o lema "Não é nosso czar!", em clara referência a Putin, aconteceu dois dias antes da posse do presidente, que em março foi reeleito para um novo mandato de seis anos.

Mais de mil pessoas foram detidas nos protestos de 5 de maio em Moscou, São Petersburgo e outras cidades do país.

Últimas notícias Ver mais notícias