"Maníaco da moto" é preso acusado de estuprar oito crianças em Cuiabá

Renan Prates
Colaboração para o UOL

  • Divulgação/Polícia Civil

    Cid Mauro da Silva confessou à polícia a autoria de sete dos oito estupros

    Cid Mauro da Silva confessou à polícia a autoria de sete dos oito estupros

Um homem acusado de estuprar pelo menos oito crianças em Cuiabá, no estado do Mato Grosso, foi preso pela Polícia Civil nesta segunda-feira (9) após uma operação da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica). A prisão de Cid Mauro da Silva, de 45 anos, conhecido como "maníaco da moto", é temporária. Se condenado, ele pode cumprir uma pena de oito a 15 anos, multiplicada pelo número de vítimas, segundo o delegado responsável pelo caso.

Ao UOL, a polícia informou que Silva confessou a autoria de sete dos oito estupros. Segundo o relatório policial, ele oferecia dinheiro ou presentes para convencer as crianças subirem em sua moto e, em alguns casos, chegou até a ameaçar e agredir as vítimas para conseguir o seu objetivo.

Após a abordagem, o "maníaco da moto" sempre agia da mesma forma: levava as vítimas para a mesma região, violentava sexualmente e depois as deixava perto das casas delas. "As vítimas são crianças dos sete aos 12 anos de idade em situação de vulnerabilidade e desacompanhadas dos responsáveis", explicou Daniel Lemos Valente, delegado responsável pelo caso.

Leia mais:

Os casos começaram a acontecer em 2014, mas, para chegar até o suspeito, um retrato falado foi espalhado pela cidade. Outro fato que ajudou nas investigações, segundo a polícia, foi que uma das crianças abusadas recentemente relatou que ele usava a camisa de uma empresa de turismo que não existe mais desde 2017. A antiga proprietária forneceu a lista de funcionários do local, o que facilitou a identificação.

Como a prisão é preventiva, o Deddica tem 10 dias para terminar o inquérito policial. Após isso, Silva irá a julgamento. De acordo com a polícia, não há previsão para que ele seja julgado. 

Últimas notícias Ver mais notícias