Em debate, presidenciáveis erram sobre urnas eletrônicas e desarmamento

Do Aos Fatos

O Grupo Bandeirantes realizou na noite desta quinta-feira (9) o primeiro debate televisivo com os postulantes ao Palácio do Planalto nas eleições de outubro. Por cerca de três horas, os candidatos Alvaro Dias (Podemos-PR), Cabo Daciolo (Patriota-RJ), Ciro Gomes (PDT-CE), Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Guilherme Boulos (PSOL-SP), Henrique Meirelles (MDB-SP), Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e Marina Silva (Rede-AC) debateram assuntos como segurança pública, educação, contas públicas e infraestrutura. Em tempo real, Aos Fatos checou algumas de suas declarações. Veja, abaixo, o resultado.

Marina Silva

Hoje, o Brasil perde em torno de 30% da produção agrícola por falta de armazenamento, estradas e ferrovias.

INSUSTENTÁVEL: Não existem dados disponíveis para sustentar a declaração de Marina. Existem números que se aproximam do citado pela candidata, mas ou eles não possuem fonte ou não se referem somente ao desperdício na etapa do transporte. Um exemplo é o do professor José Abrantes da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), que estima que as perdas totais alcançariam 30% da produção agrícola brasileira. No entanto, só 50% destes seriam desperdiçados na etapa de transporte, como afirmou o pesquisador à SNA.

Jovens que terminam o segundo grau e não sabem nem interpretar um texto. 14% não sabem fazer operações simples de matemática.

IMPRECISO: O dado já foi citado anteriormente pela candidata, mas desta vez ela cometeu uma imprecisão. Os números são da Todos Pela Educação, mas se referem aos jovens do nono ano, logo ao terminarem o primeiro grau. Segundo a entidade, apenas 29% apresentaram o desempenho esperado na prova de língua portuguesa, enquanto em matemática, somente 13,4%. 

Ciro Gomes

51,6% de toda a dinheirama arrecadada pelos governos do Brasil no Orçamento estão reservados para despesa financeira — rolagem da dívida e juros.

FALSO: Ciro repete o erro do impacto da dívida pública no orçamento. Apesar de contabilmente, as despesas financeiras representarem 51% (R$ 1,776 trilhão) do orçamento previsto para 2018 (R$3,506 trilhões), a maior parte do gasto financeiro (R$ 1,157 trilhão) é referente a refinanciamento de dívida, ou seja, dívidas que serão pagas com a emissão de novas dívidas com prazos mais longos de vencimento — não com a arrecadação orçamentária.

77 das 100 melhores escolas básicas do Brasil são no meu estado, no Ceará, e é um dos estados mais pobres do país.

IMPRECISO: O número de Ciro é IMPRECISO porque só se refere a um dos dois rankings existentes. De acordo com o último Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), de 2015, o Ceará realmente possui 77 das 100 melhores escolas de educação básica do país quando se leva em conta os anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º ano). O número nos anos finais diminui: o Estado possui 35 escolas das 100 melhores. 

Henrique Meirelles

Os juros do BC já são os mais baixos da história.

VERDADEIRO: A afirmação de Meirelles é VERDADEIRA. Desde março deste ano, a taxa Selic está em 6,5. Realmente o número é o menor apresentado na série histórica, divulgada desde março de 1999.

O Brasil já recebeu um número grande de venezuelanos aí, um pouco menos de 100 mil, mas a Colômbia recebeu 700 mil.

FALSO: A afirmação do ex-ministro é FALSA. Segundo dados da Polícia Federal divulgados pela Casa Civil no mês passado, entraram 127.778 venezuelanos entre 2017 e 2018. Em relação à Colômbia, de acordo com os dados das Nações Unidas, há mais de 870 mil pessoas advindas da Venezuela no país. A ONU, no entanto, não divulgou desde quando foi feito o levantamento.

Geraldo Alckmin

O (o valor da aposentadoria.) do INSS é R$ 1.391

IMPRECISO: De acordo com o último Boletim Estatístico da Previdência Social, de junho de 2018, a média dos benefícios de aposentadoria do Regime Geral de Previdência Social daquele mês foi de R$ 1.516,70, por isso a declaração foi considerada IMPRECISA. Se considerarmos todos os benefícios previdenciários — como pensão por morte e auxílio doença, por exemplo — a média foi de R$ 1.394,50. O número citado por Alckmin refere-se a um dado defasado do boletim de abril, quando a média dos benefícios previdenciários — não apenas o das aposentadorias — foi de R$ 1.391,34.

Nós tínhamos, em 2001, 13 mil pessoas assassinadas, reduzimos para 12, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4. No ano passado tivemos 3.503 se nós tivéssemos reduzido, poupado uma vida já teria valido mas foram 10 mil vidas poupadas, famílias que não foram desfeitas.

VERDADEIRO: Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, em 2001 houve 13.133 vítimas de homicídios dolosos no estado. No ano passado, foram 3.503, como afirmou o candidato. De acordo com o órgão, em 2017, houve 7,54 casos de homicídios e 8,02 vítimas de homicídios a cada 100 mil habitantes no Estado de São Paulo. Ambos os índices são os menores dos últimos 17 anos. Aos Fatos já checou este assunto. Veja no link abaixo.

Jair Bolsonaro

A pirâmide, realmente, senhor Pannunzio, tem que ser invertida. Se gasta muito pouco, levando-se em conta o que se gasta no ensino superior. Se gasta muito pouco no ensino básico.

VERDADEIRO: O relatório "Education at a Glance 2017", da OCDE, com números de 2014, mostram que os gastos do Brasil por aluno do ensino superior é muito maior do que o gasto por aluno do ensino fundamental. O gasto do Brasil por estudante do ensino fundamental foi de US$ 3.799 por aluno, bem abaixo da média da OCDE de gasto de US$ 8.733 por aluno. Na educação superior, o gasto por aluno, excluindo despesas com pesquisa e desenvolvimento, é de US$ 10.552, mais próxima da média de gastos da OCDE, de US$ 11.056.

O cidadão de bem foi desarmado, no referendo de 2005 apoiado pelo partido do ex-governador. E o bandido continua muito bem armado.

FALSO: A afirmação é FALSA porque, além de não ter sido o referendo que desarmou a população, ele também não questionava o porte de armas, apenas a comercialização. Na verdade, foi a Lei 10.826 de 2003, conhecida como o Estatuto do Desarmamento, que regulou o porte de armas no Brasil e o permitiu apenas a profissionais da segurança pública. O referendo de 2005, que já estava previsto no texto, dizia respeito somente à comercialização de arma de fogo. 

Alvaro Dias

Os crimes contra a mulher, da mesma forma. 8% de estupros a mais neste ano em relação ao ano passado. A violência atingindo mulheres trabalhadoras.

VERDADEIRO: A afirmação é VERDADEIRA. A variação da taxa de estupros por 100 mil habitantes de 2016 a 2017 foi de 8,4%: de 54.968 casos o número aumentou para 60.018 casos. Vale ressaltar que os dados incluem o total de ocorrências registradas tanto como estupro quanto tentativa de estupro.

[Fui] Eleito com quase 80% dos votos no meu Estado.

VERDADEIRO: A declaração é VERDADEIRA, já que Álvaro Dias foi eleito senador com 77% dos votos válidos no Paraná em 2014.

Guilherme Boulos

Veja, auxílio moradia com seis milhões de famílias sem casa no Brasil?

INSUSTENTÁVEL: Como não há nenhum levantamento sobre "famílias sem casa", não é possível determinar um número exato. Os dados utilizados pelo pré-candidato são da FJP (Fundação João Pinheiro) e dizem respeito ao "déficit habitacional" (em 2015, estimado em 6,3 milhões de domicílios), porém esse déficit não é sinônimo de ausência de casa, já que representa a deficiências nas moradias, e não a quantidade de pessoas ou famílias sem casa. Portanto, o número citado por Boulos não diz respeito a "famílias sem casa", mas sim "famílias com necessidades habitacionais" — uma família que vive em uma casa, mas paga aluguel de valor igual ou superior a 30% da renda, por exemplo, entra nessa estimativa.

Você que está nos assistindo, que tem carro, paga IPVA. Quem tem jatinho e helicóptero, como alguns candidatos aqui, não pagam um real de imposto.

VERDADEIRO: Desde uma decisão do STF no Recurso Extraordinário 379572 RJ, em 2007, o IPVA (Imposto de Propriedade de Veículo Automotor) deixou de incidir sobre aeronaves e embarcações. Naquela ocasião, votaram contra a cobrança o relator Gilmar Mendes e os ministros Ricardo Lewandowski, Eros Grau, Carlos Ayres Britto, Sepúlveda Pertence, Cezar Peluso e Cármen Lúcia. 

Cabo Daciolo

Quanto às urnas eletrônicas, nós somos o único país onde não existe o voto impresso.

FALSO: A declaração do Cabo Daciolo é FALSA porque existem outros países que só utilizam o voto eletrônico em eleições políticas nacionais. Segundo o Idea (International Institute for Democracy and Electoral Assistance), Honduras, Venezuela, França, Iraque, Emirados Árabes, Namíbia, Armênia, Quirguistão, Estônia e Nova Zelândia. Além disso, muitos outros países utilizam o voto eletrônico em eleições sub-nacionais.

À minha esquerda, eu tenho o Alckmin, com 46 anos de vida pública.

VERDADEIRO: O dado do deputado está correto. Segundo a biografia do ex-governador Geraldo Alckmin na Câmara dos Deputados, a sua carreira na vida pública começou em 1972, aos 19 anos. Portanto, atualmente, o candidato aproximadamente 46 anos de vida pública.

Outro lado

As checagens foram feitas em tempo real. Aos Fatos está em contato com as assessorias e abre espaço nesta reportagem para questionamentos. Até a última atualização desta reportagem, não havia recebido qualquer nota das assessorias de imprensa das campanhas.

Assista abaixo à íntegra dos cinco blocos:

Primeiro bloco (candidatos perguntam resposta de leitores do jornal Metro e fazem perguntas entre si):

Segundo bloco (candidatos respondem perguntas de jornalistas):

Terceiro bloco (candidatos fazem perguntas entre si):

Quarto bloco (candidatos respondem perguntas de jornalistas):

Quinto bloco (considerações finais):

Últimas notícias Ver mais notícias