Datena apoia Carnaval e critica Crivella: "Está agindo como bispo da IURD"

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Band

    Datena critica prefeito do Rio, Marcelo Crivella

    Datena critica prefeito do Rio, Marcelo Crivella

José Luiz Datena promoveu críticas à gestão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), e defendeu a realização do desfile das escolas de samba, no ano que vem, durante a realização do "Brasil Urgente", da Band, nesta quinta-feira (15).

A bronca do apresentador se deu depois que a Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) anunciou, por meio de nota oficial, a suspensão dos desfiles do Carnaval 2018. A medida é uma resposta radical ao corte de 50% nos recursos de subvenção anunciado na última segunda pelo prefeito.

Datena disse estar muito decepcionado com Marcelo Crivella, e que ele tem agido mais como bispo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) do que um prefeito que foi eleito para defender os interesses da cidade do Rio de Janeiro.

"Eu estou muito decepcionado com o Crivella. Ele tem agido muito mais como bispo da Igreja Universal do Reino de Deus. Não pode, por exemplo, o Crivella deixar de ir no Carnaval, um dos maiores acontecimentos da cidade. Não é porque só traz gente de fora, recursos, é porque [o Carnaval] faz parte da história do Rio", disse Datena.

"Aí o cara é eleito, se torna prefeito, e como os evangélicos não gostam de Carnaval, o bispo não aparece lá. Então quem foi eleito não foi o prefeito, foi o bispo. E ele não pode tirar essa verba, mesmo porque não serão os R$ 24 milhões que vão tirar o Rio da situação difícil [em que está]. Era só parar de roubar um pouquinho que sobraria dinheiro [para outros setores]", prosseguiu o apresentador.

"Eu tenho muito respeito pela Igreja Universal, já que trabalhei por bastante tempo na Record. Agora, o cara não pode ser prefeito sendo bispo", criticou. 

De acordo com a prefeitura do Rio, a diferença dos R$ 50 milhões destinada à organização do Carnaval seria transferida para aumentar o repasse de manutenção de creches conveniadas com o município. Atualmente, cerca de 15 mil alunos são atendidos em 158 unidades. As agremiações receberam cerca de R$ 24 milhões para os desfiles de 2017, e, agora, 50% do valor seriam revertidos para melhorar a alimentação e o material escolar das crianças. 

Últimas notícias Ver mais notícias