Com Harrison Ford, ONG anuncia centro de sustentabilidade para as Américas

GIULIANA MIRANDA
DE SÃO PAULO


Em um jantar beneficente que reuniu alguns dos maiores empresários do Brasil e o astro Harrison Ford, a ONG Conservação Internacional anunciou o lançamento de um novo centro de políticas de sustentabilidade voltado para América Latina.

Na ocasião, que reuniu cerca de 600 pessoas em um hotel na noite de quarta-feira em São Paulo, a organização também entregou seu prêmio internacional Heroi da Conservação Global --que celebra iniciativas ambientais de destaque-- a dois políticos brasileiros: Camilo Capiberibe, governador do Amapá, e Eduardo Braga, senador e ex-governador do Amazonas.

Acompanhado da mulher, a também atriz Calista Flockhart do filho dos dois, Harrison Ford, 70, fez um breve discurso sobre a importância de apoiar projetos de sustentabilidade e conservação.

Juca Varella/Folhapress
Harrison Ford e André Esteves, CEO do banco BTG Pactual
Harrison Ford e André Esteves, CEO do banco BTG Pactual


"A natureza não precisa de nós, nós precisamos dela", resumiu o astro de Indiana Jones e Guerra nas Estrelas, que há 20 anos está envolvido com a Conservação Internacional. Atualmente, ele é vice presidente do conselho da ONG.

Durante o evento, representantes da CI também adiantaram detalhes sobre o recém-criado Centro de Sustentabilidade das Américas, que reúne dez países da América Latina.

O objetivo do centro é agregar de uma forma mais ampla e regional iniciativas bem-sucedivas de sustentabilidade que já estejam acontecendo nesses países.

"Queremos engajar os tomadores decisões, governos, centros de pesquisa e iniciativa privada. Queremos ter voz ativa na elaboração dos projetos relevantes", disse Fabio Scarano, vice-presidente das Américas da Conservação Internacional.

A sede do centro será no Rio de Janeiro, segundo Scarano, pelo valor simbólico que a cidade tem com seu profundo relacionamento com a natureza.

PRÊMIO
Outro destaque da noite foi a entrega do prêmio Heroi da Conservação Global.

Juca Varella/Folhapress
André Guimarães e Fabio Scarano, dirigentes da ONG Conservação Internacional, se abraçam durante abertura do evento
André Guimarães e Fabio Scarano, dirigentes da ONG Conservação Internacional, se abraçam durante abertura do evento


Ao anunciar o senador e ex-governador do Amazonas Eduardo Braga, o presidente da Conservação Internacional, Russell Mittermeier, destacou o trabalho do político na criação de áreas de preservação da floresta amazônica.

Braga dedicou a láurea ao povo de seu Estado, que, segundo ele, "escolheu a natureza".

Já Camilo Capiberibe, filho do senador e ex-governador do Amapá João Capiberibe, iniciou seu discurso elogiando o pioneirismo do pai em criar áreas de preservação.

"O Amapá tem hoje mais de 70% de seu território com áreas de proteção ou indígena. Isso é um recorde no Brasil e no mundo", destacou Russell.

Estrelados
Além de empresários, o jantar contou ainda com celebridades como o cantor Gilberto Gil e a atriz Guilhermina Guinle.

A atriz Maitê Proença foi a estrela de dois vídeos institucionais da ONG, que incentivam a mobilização online pela conservação da água no Rio de Janeiro e da biodiversidade do arquipélago de Abrolhos.

Antes de encerrar o evento, o banqueiro Ándré Esteves, do BTG Pactual, que ofereceu jantar, pediu que os presentes fossem generosos com suas doações.

"O Brasil precisa ter um papel de liderança", resumiu ele, que também é membro do conselho da ONG.

Últimas notícias Ver mais notícias