Garoto autista fica mais falante e feliz após adotar cachorra resgatada

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Daily Mail

    Antes de encontrar a cachorra Xena, Jonny passava horas jogando bolinhas de gude sozinho

    Antes de encontrar a cachorra Xena, Jonny passava horas jogando bolinhas de gude sozinho

Um garoto de oito anos que sofre de autismo se transformou de um garoto "dolorosamente estranho e isolado" em um menino tagarela graças à sua amada cachorra resgatada. Em apenas dois meses, a cachorra mix Staffordshire terrier fez de Jonny Hickey "a criança mais feliz desde que eu o conheço", disse sua mãe, Linda, ao Daily Mail.

Jonny, que vive na Geórgia, nos Estados Unidos, mal falava antes de encontrar Xena. Ele passava horas jogando bolinhas de gude sozinho e morria de medo de novas experiências. Os dois desenvolveram uma relação especial desde que se encontraram, dois meses atrás, quando a família adotou a cachorrinha. Desde então, Jonny se transformou em um menino carinhoso e feliz, que considera Xena sua melhor amiga.

Um vídeo com os dois mostra Jonny cantando You've got a friend in me (música de Randy Newman e tema de 'Toy Story") com Xena em seu colo.  Em outro, o menino diz que ele e Xena formam um time mais que perfeito e beija a cabeça da cachorrinha.

Mãe de dois filhos, Linda Hickey, de 44 anos, disse em uma entrevista ao Today.com: "Estes dois estavam destinados a ficar juntos, a salvar um ao outro em um nível que os humanos simplesmente não conseguem entender".

"Desde o primeiro dia, a cachorra sentou-se no colo dele no banco do carro, e tem lhe dado todos esses beijos. E é ali que ela tem ficado desde então", disse Linda.

A professora disse que seu filho agora não para de conversar, falando a ela sobre como foi seu dia na escola.

Xena foi levada para um abrigo de animais na Georgia no fim de 2012, depois de ter desmaiado no quintal de uma pessoa. A cachorra de quatro meses estava esquelética e com cicatrizes, após ter sido jogada numa gaiola.

A equipe do abrigo DEKalb County Animal Services, na Geórgia, disse que Xena chegou pesando por volta de 1,8 kg e num estado muito próximo da morte, de acordo com o Today.com.

Chrissy kaczynski, do abrigo, disse que em 12 anos de trabalho com cachorros resgatados, Xena é um dos piores casos que já presenciou. A filhote rapidamente se recuperou e ganhou o apelido de Xena, a guerreira.

A mãe de Jonny achou a cachorra numa página do Facebook e foi pegá-la em um evento para angariar fundos para o abrigo, em novembro último. Ela diz que a conexão entre seu filho e Xena foi instantânea.

"Estávamos lá literalmente havia apenas quatro minutos quando Xena correu rapidamente na direção de Jonny e do meu marido. Eu já amei aquela cachorra na hora e, depois de conhecê-la, eu realmente confirmei este amor".

Pesquisas sobre os efeitos de crianças com autismo e a companhia de animais têm mostrado que eles são mais propensos a rir e a falar na presença de animais que na de brinquedos.

Cães do Serviço de Autismo da América que possuem treinamento especial proporcionam um efeito calmante nas crianças. A mãe de Jonny posta regularmente fotos no Facebook de Xena e fez uma série de vídeos de apoio para entidades de prevenção de autismo e crueldade contra animais.

"Meu nome é Jonny e esta é minha cachorrinha, Xena", ele fala no vídeo, com a cachorra descansando perto dele com a pata em seu colo.

"Bom, minha Xena foi muito machucada por pessoas não muito legais. E eu tenho austismo. Então, eu acho que nós formamos um time mais que perfeito para espalhar  que se deve ser bom com os animais e legal com crianças como eu", disse Jonny.

  • Xena foi encontrada quase morta, desmaiada em um quintal, porém, respondeu bem ao tratamento e teve a sorte de encontrar Jonny e mudar o destino de ambos

Últimas notícias Ver mais notícias