Obama faz campanha no Twitter para Congresso acreditar em mudança climática

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

O presidente dos EUA Barack Obama vem constantemente destacando a importância da aprovação de uma lei de combate às mudanças climáticas no país, mas o Congresso já se mostrou contrário diversas vezes. Nesta quarta-feira (8), Obama publicou em seu Twitter a frase: Retweet if you agree: It's time for Congress to stop denying the science on # climatechange (Retuíte se você concorda: Já é hora de o Congresso parar de negar a ciência na # mudançaclimática).

No final da tarde, o post já havia sido retuitado por mais de 4300 perfis. O governo Obama fez de uma de suas prioridades a redução das emissões de gases estufa diante da série de catástrofes naturais, como a supertempestade Sandy, que especialistas atribuem à mudança climática.

Em fevereiro, durante discurso no Congresso, Obama disse: "Pelo bem dos nossos filhos e do nosso futuro, temos que fazer mais para combater a mudança climática", e ao lembrar que 12 dos últimos 15 anos foram os mais quentes da história, ele pediu a busca por uma solução para a mudança climática de caráter bipartidária.

"Mas, se o Congresso não tomar medidas em breve para proteger as gerações futuras, eu o farei", acrescentou. A maioria dos legisladores do opositor Partido Republicano, com o apoio de grupos de interesse, é contra uma legislação desse tipo, alegando que seria muito cara, além de questionar as evidências científicas do problema.

Grandes empresas norte-americanas lançaram em abril um pedido conjunto para a aprovação de uma legislação neste sentido, alegando que essa questão é crucial para seus negócios.

O grupo de 33 empresas, incluindo eBay, Intel, Starbucks, Adidas, Nike e Timberland, indicam em seu pedido que a ameaça representada pela mudança climática requer uma ação coordenada e política no país.

Últimas notícias Ver mais notícias