Professor de ciências come McDonald's por 90 dias e perde 17 kg

Do BOL, em São Paulo

  • Reprodução

    John Cisna perdeu 17 kg comendo apenas McDonald's

    John Cisna perdeu 17 kg comendo apenas McDonald's

Para provar que a máxima de que comer apenas no McDonald's sempre fará mal a saúde estava errada, o professor de ciências John Cisna, que mora em Iowa, nos EUA, decidiu entrar em uma dieta de 90 dias comendo apenas refeições oferecidas pela lanchonete da franquia em sua cidade.

Com a ajuda de três alunos do colégio, Cisna criou uma dieta de 2.000 calorias para as três refeições diárias na lanchonete. "Muitas pessoas olham e pensam: 'ele foi ao McDonald's e só comeu salada', mas não foi assim. Comi Big Macs, quarteirões, sorvetes, tudo", conta o professor em entrevista à TV local.

Além do limite calórico, o grupo tentou equilibrar a ingestão de gorduras, fibras e proteínas, evitando excessos de carboidratos e frituras. Com esse controle, John Cisna construiu uma alimentação diária saudável dentro das várias opções oferecidas pela rede de lanchonetes.

Interessado no resultado da pesquisa, o dono da loja local topou dar gratuitamente todas as refeições dele durante o período de testes. Ao fim das 270 idas ao local, Cisna emagreceu 17 kg e conseguiu baixar drasticamente os níveis de colesterol do sangue.

De acordo com professor, ele pode comer o que quiser do McDonalds. "São nossas escolhas que nos engordam, não o McDonalds", afirma Cisna. O professor também diz que o objetivo do trabalho não foi incentivar o consumo de lanches fast-food, mas mostrar para as pessoas como é importante cuidar de nossa dieta diária.

Assista à reportagem completa em inglês:

(Com informações do site BuzzFeed)

Últimas notícias Ver mais notícias