Pequenas criaturas do mar comem partes da perna de jovem na Austrália

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

    Sam Kanizay teve a perna atacada pelo que se acredita ser piolhos do mar quando entrou no mar

    Sam Kanizay teve a perna atacada pelo que se acredita ser piolhos do mar quando entrou no mar

Um adolescente de Melbourne, na Austrália, teve partes de sua perna comidas pelo que estudiosos acreditam ser uma pequena criatura marinha invertebrada, com um enorme apetite por carne.

Sam Kanizay, de 16 anos, estava se sentindo dolorido depois de um jogo de futebol no último sábado (5), quando decidiu dar um mergulho na praia da Rua Dendy, na cidade de Brighton. Meia hora depois, dele deixou as águas com as criaturas em sua perna, afirma a família do jovem.

"Quando ele saiu, disse ter areia nas pernas, então ele voltou para água", explicou Jarrod Kanizay, pai de Sam, ao The Guardian. "Ele voltou para pegar seus calçados e aí viu que tinha sangue nas pernas. Os animais comeram sua pele e o fizeram sangrar profusamente".

Reprodução de vídeo
Sam Kanizay passa bem após o susto

O caso surpreendeu Alistair Poore, o especialista em animais marinhos invertebrados da Universidade de New South Wales. Para ele, as picadas devem ter sido causadas pelo chamado piolho do mar, animal pequeno, porém voraz por carne. Ainda assim, apenas um grande número deles poderiam fazer feridas como as de Sam.

"Se de fato forem piolhos do mar, então é um exemplo bastante dramático deles", disse Poore. Segundo o estudioso, é comum que banhistas confundam ferimentos provocados por restos de tentáculos de águas vivas com picadas, mas o sangramento no caso do jovem parece severo demais para essa alternativa.

Incapaz de estancá-lo, Jarrod levou seu filho a um hospital, onde a equipe encontrou dificuldades para entender o que havia ocorrido. "Assim que eles limparam elas [as pernas de Sam], elas voltaram a sangrar", disse.

"Havia uma enorme piscina de sangue no chão [do hospital]. Ninguém sabe o que eram as criaturas", detalhou Jarrod. "Eles ligaram para várias pessoas, sejam experts em toxicidade ou vida marinha e outros médicos de Melbourne e, ainda assim, ninguém sabe".

Revoltado, Jarrod retornou à praia com uma rede repleta de carne e capturou animais que, ele acredita, foram responsáveis pelo ataque. "O que é bem claro é que essas coisinhas adoram carne", ele afirma em um vídeo que mostra os animais devorando pedaços do alimento.

Este vídeo mostra a voracidade com quem esses animais comem carne:

Últimas notícias Ver mais notícias