Goldman e JPMorgan, possíveis ganhadores de inovação tecnológica

Hugh Son

(Bloomberg) -- O Goldman Sachs Group Inc. e o JPMorgan Chase Co. provavelmente serão os maiores beneficiados da próxima onda de inovação em tecnologia financeira em vez de serem substituídos pelas startups que impulsionam a mudança, segundo uma pesquisa da Autonomous Research.

As duas empresas têm o melhor histórico de implementação de tecnologias e serão capazes de aprender com os novos elementos em pagamentos, cadeia de bloco e investimento automatizado, disse Brian Foran, sócio da Autonomous Research LLP que conduziu o estudo da empresa de pesquisa neste mês. Oitenta e cinco por cento dos 150 executivos e investidores previram uma inovação selecionada ou uma combinação de vencedores e perdedores, enquanto 14 por cento disseram pensar que os bancos enfrentam uma ameaça significativa.

"A tecnologia não muda tão rapidamente quanto as pessoas pensam", disse Foran em entrevista. "O ritmo de mudança será lento o suficiente para que os players tradicionais possam escolher, seja por meio de construção, compra ou associação, e adquirir a tecnologia inovadora".

Os bancos estão correndo para oferecer mais serviços impulsionados pela tecnologia, incluindo pagamentos P2P e aprovações de créditos empresariais no mesmo dia, de tal modo que os concorrentes não roubem seus clientes. O Bank of America Corp., conduzido pelo CEO Brian Moynihan, revelará um protótipo de investimento automatizado no ano que vem, disseram fontes informadas sobre os planos em novembro. O JPMorgan está envolvido em projetos ligados a cadeia de bloco, grandes quantidades de dados e robótica, disse o chefe do setor de banco de investimento, Daniel Pinto, neste mês.

Visa, MasterCard

Os banqueiros mencionaram a necessidade de aprenderem com os outros setores que foram derrubados por empresas inovadoras do Vale do Silício. Em novembro, Moynihan disse a analistas que se eles fracassassem na transição tecnológica e as novas empresas do setor se transformassem em intermediárias de confiança, "poderíamos perder parte do nosso setor para sempre".

O JPMorgan e o Goldman Sachs, os dois bancos que já produzem a maior parte da receita com banco de investimento e trading em todo o mundo, foram escolhidos como os maiores vencedores juntamente com a Visa Inc. e a MasterCard Inc. em um momento em que os pagamentos móveis se tornam mais comuns e que a tecnologia de cadeia de bloco reduz os custos para muitas instituições, segundo a pesquisa.

A American Express Co., maior emissora de cartões de crédito em aquisições, foi escolhida pelos participantes como uma das maiores perdedoras em relação às mudanças tecnológicas. As ações da empresa caíram 25 por cento neste ano, segundo pior desempenho do Dow Jones Industrial Average, depois que ela perdeu uma parceria fundamental. Uma porta-voz da AmEx preferiu não comentar os resultados da pesquisa.

'Mais vulnerável'

A American Express tem "um modelo de intercâmbio de maior preço", disse Foran, usando um termo aplicado às tarifas cobradas para facilitar as compras por cartões de crédito. "Se a tecnologia financeira fizer com que as transações tenham menos atritos e custos mais baixos ao longo do tempo, aquelas com preços mais elevados serão as mais vulneráveis".

A Western Union Co. e a MoneyGram International Inc. também foram apontadas como perdedoras porque os novos sistemas de pagamentos poderiam roubar sua participação nas transferências internacionais de dinheiro, segundo a pesquisa. A Western Union criou novos sites e aplicativos móveis neste ano e continuará inovando com base nas respostas dos consumidores, disse Dan Diaz, porta-voz da empresa, em um comunicado enviado por e-mail.

"A concorrência é boa para os consumidores e boa para os negócios", disse a MoneyGram, em um comunicado. "Durante esse momento empolgante do setor de transferências de dinheiro, a MoneyGram está posicionada estrategicamente para o longo prazo, expandindo seu alcance global e adotando robustas tecnologias emergentes que conectam os mundos digital e monetário".

O ano que vem será importante porque os bancos divulgarão seus primeiros programas-piloto nas áreas de tecnologia financeira, incluindo pagamentos móveis e cadeia de bloco, para checar a viabilidade deles, disse Foran. O Blockchain, software contábil que pode acelerar e simplificar a forma como as transações são registradas, tem o potencial de estar entre os mais influentes das novas tecnologias, segundo a pesquisa.

 

Últimas notícias Ver mais notícias