Wall Street fecha em leve baixa, com indicadores mistos

Nova York, 15 Jun 2017 (AFP) - A bolsa de Nova York fechou em leve baixa nesta quinta-feira, freada por indicadores mistos e questionamentos sobre o papel do presidente Donald Trump nas investigações do FBI sobre a intervenção da Rússia nas eleições americanas: o índice Dow Jones recuou 0,07% e o Nasdaq, 0,47%.

Segundo resultados definitivos do fechamento, o índice de referência Dow Jones Industrial Average recuou 14,66 pontos, a 21.359,90, e o Nasdaq, 29,39 pontos, a 6.165,50.

O índice ampliado S&P 500 retrocedeu 5,46 pontos ou 0,22%, a 2.432,46.

"Em vista dos fatores negativos, o mercado se saiu bastante bem", avaliou Peter Cardillo, chefe de economistas da First Standard Financial.

A política voltou a dominar, com os últimos acontecimentos do caso russo.

Atualmente, o procurador especial independente Robert Mueller interroga altos funcionários de Inteligência para determinar se o presidente americano tentou frear ou bloquear a investigação do FBI sobre a ingerência russa nas eleições, segundo os jornais Washington Post e New York Times.

Por outro lado, a atividade industrial na região-chave de Nova York teve uma recuperação espetacular em junho, mas na região da Filadélfia avançou em um ritmo menor do que um mês antes, segundo dados de representações locais do Federal Reserve (Fed, banco central americano).

"Eu me pergunto se os indicadores econômicos mistos reduzem os temores de que o Fed seja demasiadamente agressivo em seus ajustes", afirmou Karl Haeling, do LBBW.

O BC americano elevou suas taxas de juros nesta quarta-feira e deixou a porta aberta para um terceiro aumento até o fim do ano, embora a inflação tenha mostrado sinais de fragilidade, caindo em maio abaixo da meta do Fed, de 2% ao ano, segundo o índice CPI.

No índice Dow Jones, os grandes nomes da tecnologia continuaram corrigindo seus valores, com a gigante da informática Microsoft caindo 0,53% a 69,90 dólares e sua concorrente, Apple, recuando 0,60% a 144,29 dólares.

O mercado de obrigações também caiu. Por volta das 20H20 GMT (17H20 de Brasília), o rendimento dos bônus do Tesouro com dez anos de prazo subia a 2,161%, contra 2,127% na noite de quarta-feira e o de títulos com trinta anos de prazo, aumentou para 2,783% contra 2,766% antes.

O rendimento das obrigações evolui no sentido contrário de seus preços.