Superávit comercial da China sobe a US$ 31,69 bi em setembro

Pequim

O superávit comercial total da China cresceu de U$ 27,91 bilhões em agosto a US$ 31,69 bilhões em setembro, de acordo com os dados oficiais do país. O resultado superou a previsão de US$ 18 bilhões dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

As exportações tiveram um fortalecimento inesperado, apesar da piora na disputa comercial com os Estados Unidos. O déficit comercial americano com chineses, além disso, atingiu novo recorde. As exportações totais da China cresceram 14,5% em setembro, na comparação com igual mês do ano passado, após uma alta anual de 9,8% em agosto. Economistas projetavam avanço de 8,8%.

As importações chinesas tiveram alta de 14,3% em setembro na comparação anual, desacelerando da alta de 20% do mês anterior. Analistas previam avanço de 16% nas importações, portanto esse resultado frustrou a expectativa.

O superávit comercial da China com os EUA cresceu a US$ 34,1 bilhões em setembro, de US$ 31,1 bilhões em agosto, segundo cálculos do Wall Street Journal a partir dos números oficiais. O resultado representa um novo recorde. Desde o início de julho o governo do presidente americano, Donald Trump, impôs tarifas sobre US$ 250 bilhões em produtos chineses, enquanto Pequim retaliou com tarifas sobre US$ 110 bilhões em produtos dos EUA. Trump também ameaça impor mais tarifas sobre outros US$ 257 bilhões em produtos chineses, o que atingiria praticamente todos os produtos chineses que vão para os EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.

Últimas notícias Ver mais notícias