TO: cassado em 2009, Marcelo Miranda (PMDB) é eleito governador pela 3ª vez

Do UOL, em São Paulo

  • Elizeu Oliveira/Divulgação

    Marcelo Miranda (PMDB) concede entrevista após ser eleito governador do Tocantins

    Marcelo Miranda (PMDB) concede entrevista após ser eleito governador do Tocantins

Cinco anos depois de ser cassado durante seu segundo mandato, o empresário Marcelo Miranda (PMDB), 52, foi eleito neste domingo (5), no primeiro turno, governador do Tocantins. É a terceira vez que ele assume o cargo. Miranda derrotou Sandoval Cardoso (SD), 37, atual governador do Estado.

Com 100% das urnas apuradas, Miranda obteve 51,3% contra 44,7% de Cardoso. Na disputa pelo Senado, Kátia Abreu (PMDB) foi reeleita com 41,6%.

Fonte: TSE

Natural de Goiânia, Miranda é empresário e disputou o primeiro cargo público em 1990, quando foi eleito deputado estadual pelo PFL (atual DEM). Conseguiu reeleger-se para o cargo nas duas eleições seguintes. Em seguida, venceu duas eleições para governador do Estado, em 2002 e 2006, desta vez pelo PMDB.

Miranda ficou no comando do Estado até 2009, quando foi cassado por abuso de poder econômico e político na eleição anterior. Ele e o vice, Paulo Sidnei (PPS), foram acusados de distribuir a eleitores brindes, prêmios, casas, óculos, cestas básicas e consultas médicas por meio do programa social do governo, sem autorização legislativa e sem previsão orçamentária.

A denúncia foi feita pelo segundo colocado das eleições na época, o tucano José Wilson Siqueira Campos. Ao julgar o caso, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou que uma eleição indireta fosse realizada pela Assembleia Legislativa do Tocantins, por entender que Campos não tinha a maioria dos votos válidos para assumir no lugar do adversário. Miranda não recorreu e foi substituído, em 2009, pelo então presidente da Casa, Carlos Henrique Gaguim (PMDB), cargo depois ocupado por Sandoval Cardoso. 

Em 2010, o peemedebista se elegeu senador, mas foi enquadrado pela Lei da Ficha Limpa e teve a candidatura cassada. No seu lugar, assumiu o terceiro colocado na disputa, Vicentinho Alves (SD).

Eleições 2014 no Tocantins
Eleições 2014 no Tocantins

Campanha marcada por escândalos

Semanas antes da eleição, a Polícia Civil de Goiás prendeu quatro pessoas tentando embarcar em um avião que transportava R$ 500 mil e mais de três quilos de santinhos, em Piracanjuba (a 73 km de Goiânia). Os materiais de campanha pertenciam a Miranda e ao ex-governador Carlos Gaguim, que concorre ao cargo de deputado federal pelo PMDB.

A origem do dinheiro está sendo investigada. O governador eleito negou ligação com o material apreendido, mas logo depois a polícia divulgou um vídeo que mostra o irmão dele, o empresário José Edmar Miranda Júnior, pagando a conta de hotel de um dos presos suspeitos de crime eleitoral.

Além disso, a candidatura do então vice de Miranda, o deputado estadual Marcelo Lelis (PV), foi impugnada pelo TSE, e ele foi substituído na chapa pela mulher, a publicitária e empresária Cláudia Lelis, também do PV.

Tocantins

Miranda vai comandar o Estado mais novo do país, criado em 1988, e com a quarta menor população do Brasil: 1,3 milhão de habitantes, segundo o Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Um dos nove Estados que formam a região Amazônica, o Tocantins possui 87% do seu território coberto por vegetação de cerrado, sendo que mais da metade de sua área é de preservação, unidades de conservação ou bacias hídricas, que incluem santuários naturais como a Ilha do Bananal (a maior ilha fluvial do mundo) e os parques estaduais do Cantão, do Jalapão, do Lajeado e o Monumento Nacional das Árvores Fossilizadas. 

O Estado possui ainda 2 milhões de hectares de reservas indígenas protegidas, com uma população de 10 mil indígenas de sete etnias.

Principais problemas

Na enquete "Avalie Seu Estado", do UOL, a maioria dos internautas do Tocantins diz que a corrupção é o maior problema estadual, seguido de saúde, falta de indústrias e segurança pública.

Já na enquete que pergunta o que o tocantinense deseja que melhore em sua vida, ferramenta batizada de "Esperançômetro", aparecem na frente segurança pública e atendimento à saúde.

Na campanha deste ano para governador, Miranda prometeu implantar um novo modelo regional de atendimento para a saúde, a partir da criação da Superintendência Estadual de Administração dos Hospitais Regionais. Ele também se comprometeu a aumentar os investimentos na área, construindo novos hospitais e ambulatórios e valorizando o profissional da saúde. 
 
Outras promessas são a criação de escolas com educação integral e a inserção da pesquisa científica na base curricular do ensino médio.
 
Marcelo de Carvalho Miranda
  • Partido: PMDB
  • Nascimento 10/10/1961, em Goiânia (GO)
  • Ocupação: Empresário
  • Vice: Cláudia Lelis (PV)
  • Coligação: A experiência faz a mudança (PMDB / PT / PSD / PV)
 

Raio-X das Eleições

Arte/UOL

Veja a votação em presidente e governador no 1º turno e como ficou a composição do Congresso

Clique para ver
Últimas notícias Ver mais notícias