"Perdi a voz de tanta emoção", diz Aguinaldo sobre Marjorie em "Império"

Do UOL, no Rio

  • AgNews

    Aguinaldo Silva, autor de "Império"

    Aguinaldo Silva, autor de "Império"

Assim que o capítulo com a reestreia de Marjorie Estiano em "Império" foi ao ar, neste sábado (6), Aguinaldo Silva fez um agradecimento público à atriz. "Obrigado, Marjorie! Perdi a voz de tanta emoção. Quero agradecer a Marjorie, por aceitar o desafio de substituir a divina Drica, gravar a cena em menos de 24h... E arrasar! Sim, não dá para desmentir isso: Cora está viva!", publicou o autor em seu Facebook.

Como noticiado pelo colunista do UOL, Flávio Ricco, Drica Moraes está afastada por tempo indefinido da novela das nove por conta de uma faringite, que a deixou sem voz. Com isso, Aguinaldo foi obrigado a adaptar a trama, e Marjorie foi convocada às pressas para substituir a colega. Na trama, a troca de intérpretes foi justificada com uma repaginação no visual da personagem, que sumiu misteriosamente por alguns dias.

Mais cedo, Aguinaldo já havia elogiado a atriz por seu empenho em tão pouco tempo para reassumir o papel. "Marjorie Estiano gravou ontem as cenas da noite de amor com Zé Alfredo. E, meu Deus, que danada de garota mais corajosa e atrevida é essa?!", escreveu o autor no Twitter, antes de o capítulo ser exibido.

Em seu blog oficial, o novelista comentou que ficou sem dormir, literalmente, por dois dias, para solucionar a volta da vilã. "Fiquei 30 horas a rever e reescrever capítulos de 'Império', sem dormir, apenas com direito a breves paradas para comer, ir ao banheiro", declarou. O autor afirmou ainda que não conseguiu segurar a emoção ao assistir ao capítulo da última sexta-feira (5), mesmo após ter arrumado uma solução para a ausência de Drica.

"Acompanhei o capítulo com extrema unção, e no final, quando o Abominável Homem de Preto se fragiliza e chora – e diz: 'Acabou, Isis. Acabou!' – eu deixei que as minhas torneiras se abrissem por si mesmas e chorei muito mais que ele. Chorei por ter sabido ser cruel e inflexível na hora exata como devem ser os líderes, chorei por ocupar essa difícil posição à frente de um grupo de 300 pessoas  e assim não poder pensar em apenas uma delas, chorei pela minha querida Drica Moraes (que os anjos a tragam logo de volta), chorei por Marjorie Estiano, minha golden girl, que, convocada nas primeiras horas da manhã de quinta-feira, não se assustou nem se fez de rogada, nem sequer murmurou um "ahn" ou um "uhn" e apenas disse: 'Me manda os capítulos!'", disse.

Reprodução/"Império"/GShow
Cora (Marjorie Estiano) bebe champanhe no encontro com Zé Alfredo (Alexandre Nero)

Mistério sobre novo visual

Na trama, a "nova" Cora surgiu aos poucos. As primeiras cenas mostravam apenas detalhes de Marjorie: suas mãos, seu reflexo embaçado no espelho. Aguardando ansiosamente pelo Comendador (Alexandre Nero) num quarto de hotel para sua sonhada noite de amor, a vilã usou um véu sobre o rosto para aumentar o mistério. Quando chegou ao local marcado, de roupão, Zé Alfredo se assustou e pensou se tratar de uma brincadeira.
 
"O que está acontecendo? Foi alguma viagem no tempo? Passei por aquela porta e voltei aos meus 22 anos? Que truque é esse?", perguntou o empresário, antes de um ataque de raiva. Seu maior medo era ter sido passado para trás no acordo que fez para recuperar seu diamante rosa. Mas Cora afirmou: "Rejuvenesci por você". Feliz com a oportunidade, a megera aproveitou cada momento: bebeu champanhe, beijou o amado e ainda provocou: "Pode me enforcar. Eu deixo".
 
Cenas de "Império"
Cenas de "Império"
Últimas notícias Ver mais notícias