Músico Severino Filho, do grupo Os Cariocas, morre aos 88 anos no Rio

Do UOL, em São Paulo*

  • Divulgação

    Severino (segundo da esquerda para a direita) em imagem recente do grupo Os Cariocas

    Severino (segundo da esquerda para a direita) em imagem recente do grupo Os Cariocas

O músico Severino Filho, de 88 anos, morreu por volta das 8h30 da manhã desta terça (1º), de parada cardiorrespiratória. Integrante do grupo Os Cariocas, na chamada Época de Ouro da Bossa Nova, o músico estava internado no Hospital Quinta d'Or, em São Cristóvão, na zona norte, desde o dia 18 de janeiro vítima de trombose pulmonar.

Pai da atriz Lúcia Veríssimo, Severino Filho era cantor, arranjador e instrumentista e já havia sido internado no final do ano passado no Hospital São Luiz, em São Paulo. Transferido para o Rio de Janeiro, o quadro do cantor se agravou desde então e no dia 29 de janeiro teve de amputar a perna direita.

Reprodução/Facebook
Lúcia Veríssimo e o pai, Severino Filho
Severino Filho era um dos expoentes da bossa nova, gênero musical surgido no final da década de 1950 e lançada, entre outros, por João Gilberto, Vinícius de Morais e Tom Jobim, os dois últimos também já falecidos.

Derivada do samba e com influência marcante do jazz, a bossa nova se tornou um dos movimentos mais influentes da história da música popular brasileira, ganhando reconhecimento internacional e fãs por todo o mundo.

Apesar da gravidade do quadro do cantor, Severino Filho estava lúcido durante todo o tempo em que esteve internado.

O velório acontece na tarde desta terça (2), no teatro Carlos Gomes, região central do Rio. O corpo seguirá para o crematório São Francisco de Paula, no bairro do Catumbi.

Os Cariocas

Formado em 1942 por Severino e o irmão Ismael Netto, no bairro carioca da Tijuca, o grupo Os Cariocas começou se apresentando em pequenas festas de shows na zona norte carioca. Também faziam parte da formação original os músicos Emanuel Furtado, o Badeco; Waldir Viviani; e Jorge Quartarone, o Quartera.

O grupo ganhou proeminência por apostar em arranjos vocais que, diferentemente dos conjuntos da época, contavam com quatro ou cinco vozes. O primeiro disco foi lançado em 1948, uma década antes da bossa nova surgir.

Em 1962, Os Cariocas participaram do histórico show "O Encontro", na boate carioca Au Bon Gourmet, ao lado de nomes como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, João Gilberto, apresentado clássicos do gênero como "Samba do Avião", "Samba de Uma Nota Só", "Corcovado" e "Garota de Ipanema".

A história do conjunto será contada em documentário dirigido por Lúcia Veríssimo, que ganhará as telas ainda em 2016.

Divulgação/Site oficial
O cantor, arranjador e instrumentista Severino Filho, um dos expoentes da bossa nova

*Com informações da Agência Brasil

Últimas notícias Ver mais notícias