"Torres verdes" com 3 mil plantas vão levar ar mais puro a cidade chinesa

Do UOL

  • Divulgação/Site Oficial/ stefanoboeriarchitetti.net

    Torres verdes de Nanjing, China

    Torres verdes de Nanjing, China

A febre dos jardins verticais parece não ter hora para acabar e está conquistando espaços cada vez mais imponentes. O projeto Vertical ForestING, do arquiteto Stefano Boeri, cria e inspira verdadeiras fortalezas ecologicamente sustentáveis (e belas) ao redor do planeta. O italiano agora anunciou a iniciativa na China.

Segundo o site oficial do arquieteto, as duas torres em Nanjing, China, serão cobertas por 1100 árvores de 23 espécies locais diferentes, além de outros 2500 tipos de plantas. A ideia é produzir oxigênio o bastante para absorver o óxido de carbono e manter o ar mais limpo.

As construções de 199 e 107 metros devem ficar prontas em 2018 e serão as primeiras "torres verdes" da Ásia. Boeri já havia criado projetos semelhantes em Milão (Itália) e Lausanne (Suíça) e inspirou prédios ecológicos pelo mundo. Outras cidades chinesas, como Shijiazhuang, Liuzhou, Guizhou, Shanghai e Chongqing receberão iniciativas semelhantes.

E não é só bonito e ecológico. A "unidade" chinesa contará com museu, escritórios, clube e até uma escola de "arquitetura verde".

 

 

Últimas notícias Ver mais notícias