Tailandesa mostra cicatriz chocante após remoção de tatuagem que deu errado

do BOL, em São Paulo

Pasuda Reaw pensava que iria parecer "mais profissional" ao aplicar um produto para remoção da tatuagem em seu colo. O que a estudante tailandesa de 21 anos não pensava é que o resultado chamaria ainda mais atenção à sua pele.

As fotos compartilhadas por Reaw no Facebook mostram o efeito da aplicação do produto "Rejuvi", feita em fevereiro. Na época, a jovem optou por não se submeter ao tratamento a laser por não ter dinheiro suficiente. "[O tratamento a] Laser custa caro, mas agora gostaria de ter optado por ele", desabafou.

O produto força os pigmentos a deixarem a pele, formando uma casca. No caso de Pasuda, o processo foi lento e dolorido, sua pele encheu de pus ao mesmo tempo em que coçava. A tatuagem só saiu da pele completamente quatro semanas após a aplicação.

Após se recuperar das feridas deixadas na superfície da pele, a tailandesa ficou com uma grande queloide (cicatriz protuberante) rosa no lugar. "Compartilhei as fotos como um alerta para que outros tomem cuidado", declarou Pasuda, que considerou o resultado pior que o original.

A empresa que fornece o produto, aplicado com uma agulha semelhante a da tatuagem, não indica o uso do produto em pessoas com doenças cardíacas e transmissíveis pelo sangue. Manuais disponíveis no site da fabricante alertam sobre o risco de formação de queloides em áreas como a região dos seios.

(Com informações do The Mirror)

Quer receber notícias de Entretenimento de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Entretenimento após acessar o Messenger. É muito simples!

Últimas notícias Ver mais notícias