Famosos que apoiaram Aécio Neves são detonados nas redes sociais

Do UOL, no Rio

  • Reprodução/Instagram

    Zezé di Camargo

    Zezé di Camargo

A internet não esquece nem perdoa: após a revelação de que Aécio Neves (PSDB-MG) foi afastado do Senado, nesta quinta-feira (18), artistas que apoiaram o político nas últimas eleições presidenciais sofreram uma enxurrada de críticas nas redes sociais. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin o proibiu de exercer as funções de senador um dia após a divulgação da informação de que Aécio teria pedido R$ 2 milhões a donos do frigorífico JBS.

A indignação com as notícias de corrupção respingou nos perfis de famosos como Zezé di Camargo e Wanessa, que fizeram campanha para o então candidato. O bordão "A culpa não é minha, eu votei no Aécio" foi repetido à exaustão, além de outros comentários irônicos. 

Reprodução/Instagram/zezedicamargo

Reprodução/Instagram/wanessa

Reprodução/Instagram/wanessa

Os apresentadores Luciano Huck e Angélica também não escaparam das críticas nem da sagacidade de seus seguidores, que ironizaram o fato de Huck ter apagado suas fotos ao lado do senador. Alguns até comentaram que a atitude não adiantava muito, já que existem prints dos registros.

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram/angelicaksy

Reprodução/Instagram/angelicaksy

O jogador Ronaldo e os atores Marcelo Serrado e Regina Duarte, que também apoiaram Aécio na corrida pela presidência e defenderam o impeachment de Dilma Roussef, também foram detonados nas redes sociais.

Reprodução/Instagram

Reprodução/Instagram/marceloserrado1

Reprodução/Instagram/reginaduarte

Últimas notícias Ver mais notícias