Karina Bacchi viajou de avião com 31 semanas de gestação; pode isso?

Reprodução/Instagram
Karina Bacchi está em Miami com a cachorra Foffíta

Desde que engravidou, Karina Bacchi mostra todos os momentos dos nove meses de gestação nas redes sociais. Os quase 2 milhões de seguidores da apresentadora conseguiram acompanhar a descoberta do #babybacchi, chá revelação, chá de bebê, ensaios de fotos, entre outros cliques que Karina faz questão de compartilhar em sua rotina.

A polêmica

Na reta final da gestação, a musa fez um post do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, no último sábado (24), comunicando sua viagem para Miami com a cachorra Foffíta. Imediatamente surgiram comentários questionando se Karina poderia viajar em segurança, já que está com 31 semanas de gestação.

Pode isso?

O médico ginecologista e obstetra Eduardo Zlotnik, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, afirma que não há contraindicações para a gestantes viajarem de avião. Entretanto, algumas companhias aéreas permitem grávidas apenas até a 28ª semana pelo risco de trabalho de parto em pleno voo. Mas é preciso checar a política de cada empresa. "Nesses casos, geralmente as companhias exigem o atestado médico que comprove o estado de saúde regular da paciente".

Sobre o início da gestação, Cecíllia Prado, do Hospital Maternidade Fernando Magalhães, no Rio de Janeiro, explica que não existe nenhum estudo que comprove o aumento de chance de abortamento por conta da viagem. "Quando a gestação caminha sem nenhuma comorbidade, não há riscos".

A médica alerta que cada gestação é única e recomendações gerais servem apenas a nível de informação. Portanto, em caso de dúvidas sobre qualquer conduta durante esse período, o ideal é consultar o seu obstetra. 

Segundo Zlotnik, além de recomendações médicas e regras das companhias aéreas, é sempre bom ter bom senso nessa hora. "Se está perto de nascer e não for urgente, por que ir para longe? Não viaja nos últimos dois meses, por exemplo, e terá a vida toda depois para isso".

Para viajar melhor

Se o deslocamento for acontecer de qualquer forma, seguem algumas dicas para tornar a viagem mais confortável:

- Usar meias elásticas de média compressão por conta do risco de trombose
- Se possível, deixar as pernas para cima
- Levantar a cada três horas e movimentar-se
- Manter-se hidratada
- E ir ao banheiro sempre que a vontade aparecer