Escola adota uniforme neutro para evitar discriminação a transgêneros

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Site oficial

    Nova versão do uniforme de inverno

    Nova versão do uniforme de inverno

Uma escola localizada na Inglaterra optou por adotar uniformes neutros para evitar discriminação de gênero. Ao abolir as vestimentas diferenciadas para alunos e alunas, a Priory School fez com que, a a partir de agora, ambos usem a mesma calça e camisa como uniforme. Antes, as meninas precisavam vestir saias.

"Outro assunto é que temos um pequeno, mas crescente número de alunos transgêneros e usar o mesmo uniforme é importante para eles", afirmou o diretor do colégio, Tony Smith, a um jornal local.

A decisão foi celebrada por organizações de defesa dos transgêneros no Reino Unido. A "Mermaid UK", uma dessas entidades, afirmou ser uma niciativa muito importante para reduzir o sofrimento desses alunos.

Reprodução/Site oficial
Novos uniformes de escola britânica

"Comemoramos qualquer medida dos colégios que reconheça que as crianças estão cada vez mais revelando variações de gênero. Instaurar uniformes de gênero neutro é algo que as escolas podem adotar para ajudar os alunos que sofrem por seu gênero", afirmou Susie Green, responsável pela instituição, a um jornal local.

Segundo ela, ainda que haja poucos alunos transgêneros nas instituições, essa mudança deve ser colocada em prática. "Os colégios devem tomar uma postura clara e abraçar a diversidade, não importa quão pequeno seja o número de pessoas afetadas."

Na Inglaterra, a Allens Croft School, em Birmingham, foi apontada como a primeira instituição a implementar a política de uniforme de gênero neutro. Já a Brighton College deu o primeiro passo permitindo que alunos escolhessem duas opções de uniforme, independentemente de serem do sexo feminino ou masculino.

Últimas notícias Ver mais notícias