Artistas brasileiros cantam realmente bem? Professor de música analisa

Leonardo Rodrigues
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Montagem

    Anitta, Ivete Sangalo e Luan Santana

    Anitta, Ivete Sangalo e Luan Santana

O preconceito existe. Quantos vezes você já não ouviu que cantor bom é cantor estrangeiro? Que Anitta, Luan Santana e Wesley Safadão não chegam à unha do pé esquerdo de "colegas" do pop gringo, com suas técnicas vocais mirabolantes e irretocáveis?

OK. Em parte, há razão, já que lá fora é comum o apoio massivo de professores de canto e fonoaudiólogos. Mas não se engane: há, sim, qualidade vocal no nosso cenário artístico. Basta se despir de preconceitos e abrir os ouvidos. Essa, ao menos, é a opinião do professor de música Marcio Guerra.

Com bom humor e teoria, ele faz sucesso no YouTube analisando performances de cantores nacionais e estrangeiros. Em vez de "trolar" artistas considerados ruins, ele prefere apontar defeitos e qualidades de apresentações ao vivo, ressaltando aspectos técnicos que muitas vezes passam despercebidos. Os posts com suas reações são os mais populares do canal.

Reprodução
O professor Marcio Guerra

"Quando eu falo mal de alguém, falo mal é da afinação e da voz, não da pessoa. Não me interessa apenas falar dos problemas. Eu explico por que eles estão acontecendo. É uma crítica construtiva. Acho que foi por isso que as pessoas começaram aceitar bem o canal", diz ao UOL o Guerra, que vive em Miami e já tem quase 500 mil inscritos.

Mas, afinal, quem canta bem e canta mal na atual música brasileira? Embora reconheça que questões técnicas não são levadas tão a sério no Brasil como deveriam, o professor chama a atenção para dois nomes em franca evolução: Luan Santana e Anitta.

"Eles estão ousando mais e cantando cada vez melhor. Sinto uma evolução muito grande no Luan. Não sei se ele está tendo acompanhamento ou se é por causa da mudança de repertório. Sobre a Anitta, é a mesma coisa. Muita gente ainda acha que ela ainda é cantora de funk, mas ela também está mudando em todos os sentidos."

Acima desses dois, na lista de "vozes extraordinárias" do professor, há ainda Marisa Monte, Seu Jorge, Chitãozinho & Xororó, Ivete Sangalo, Ed Motta e o cantor Guilherme de Sá, da banda cristã Rosa de Saron.

Veja abaixo alguns dos artistas brasileiros cujas performances já foram analisadas por Marcio Guerra em seu canal.

Marília Cabral/Divulgação/TV Globo

Chitãozinho & Xororó - Gogó de ouro

"Vozes extraordinárias. Eles não bebem gelado, dormem bem, durante oito horas, fazem exercícios de voz, não ficam na noitada. Fazem tudo isso, que a nova geração sertaneja não faz. Eu tive a chance de assistir Chitãozinho & Xororó, bem do lado do palco, e é incrível a voz que esses dois têm. Incrível como se encaixam uma na outra. São 45 anos de carreira com esse gogó de ouro."

Divulgação

Ivete Sangalo - Rainha dos graves

"Fico aparvoado, no bom sentido, com os graves da Ivete Sangalo. O palco revela muito o que o artista é. E a Ivete, no palco, mostra muito do que ela tem. É uma cantora que veio da música baiana, e ela canta o axé music de fato muito bem. Mas minha impressão é que ela canta muito melhor as outras coisas. Ivete cantando bossa nova com a Rosa Passos é uma obra de arte. Tudo lindo, maravilhoso, bem feito. Feito com verdade."

Divulgação

Whindersson Nunes - Afinadíssimo

"A voz dele é muito engraçada! Esse menino é muito afinado! Vejo nele os três passos básicos para se conseguir afinação: ouvir, memorizar e reproduzir. Você usa sua percepção musical e auditiva para capturar esses detalhes. Eu me lembro quando assisti pela primeira vez a um vídeo dele. Como eu ria! Whindersson, você tem o tempo, a respiração e a comédia no sangue. Fico mais feliz ainda de saber como você tem toda essa musicalidade. Um extraordinário artista brasileiro."

Divulgação

Anitta - Bom vocal, mas errou na mixagem

"A Anitta está cantando bem, está escrevendo bem em inglês. É uma realidade. Mas ["Will I See You", nova música da cantora] tem reverb [efeito de eco] pra caramba na voz. É uma mixagem muito aguda, que tira todo o calor da música. Fazer bossa nova em 2017? Ou a Anitta está muito errada ou está muito certa. Acho que é a primeira bola fora dela depois de uma sequência de músicas. O clipe me parece feito às pressas, para lançar às pressas e com uma mixagem feita às pressas. Uma música que não tem a ver com nada."

Divulgação

Pablo Vittar - Está perdendo a voz

"Muito desafinado [sobre a performance de Pablo de 'Sua Cara', no programa 'Música Boa']. Ele já disse que a voz dele é assim naturalmente. Não tenho como comprovar. Só ouvindo a voz em sua totalidade e fazendo exercícios para saber se essa é realmente a região tonal em que ele poderia cantar. A voz fica 'pendurada', como se tivesse prestes a cair. Pelos vídeos que vi dele antes do sucesso, acho que Pablo está perdendo a voz que tinha. Se não se cuidar, não tiver acompanhamento de professor e fonoaudiólogo, acho que a coisa só vai piorar."

Reprodução

Mallu Magalhães - Desafinação bizarra

"[Sobre a participação no programa 'Encontro com Fátima Bernardes', com a música 'Você não Presta'] Foi um momento infeliz, dentro do contexto que eu estava esperando. Aí me veio essa música com essa voz preguiçosa. Ela mexeu na afinação do violão. É como se ela tivesse tocando um lá menor com sétima, mas o som que ouvimos é um si bemol menor com sétima. A voz está 'pendurada' o tempo todo. Quando ela canta a palavra 'solitário', ela entrega a falta de foco da voz. O violão está trastejando, está mal tocado. Por que ela não estuda violão? Quando falo de preguiça musical, falo disso."

Últimas notícias Ver mais notícias