Escola proíbe Príncipe George de ter um melhor amigo; veja o motivo

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

    Príncipe George segura as mãos do pai e da diretora da escola

    Príncipe George segura as mãos do pai e da diretora da escola

O Príncipe George começou neste mês suas aulas na Thomas's Battersea School, em Londres, e a imprensa britânica já descobriu alguns detalhes sobre sua nova vida como estudante - inclusive que o garotinho tem a sua disposição refeições gourmet na hora do almoço.

Outro fato novo sobre o programa escolar de George soa um pouco estranho, mas realmente faz sentido quando se analisa o assunto. O garotinho, apesar de ser encorajado a fazer amizade com os coleguinhas da sala, não tem permissão para ter um melhor amigo.

Calma, antes de começar a sentir pena do menino de quatro anos --o terceiro na linha de sucessão ao trono, saiba que nenhuma das outras crianças da classe de George podem chamar outra de melhor amigo.

Todo mundo junto

Algumas das mães de alunos entrevistadas por um programa da TV britânica explicaram que a escola tem como política desencorajar as crianças a se aproximarem exclusivamente de uma outra. "Eles acreditam que, se o seu filho estiver fazendo uma festa --a menos que cada um dos coleguinhas seja convidado-- não se deve entregar convites na aula".

Basicamente, o objetivo da Thomas's Battersea School é impedir que qualquer um dos alunos se sinta excluído - e algo nos diz que George vai fazer tantos amiguinhos que não vai querer escolher apenas um deles para convidar para uma festa do pijama no Kensington Palace. Quanto mais, melhor!

Últimas notícias Ver mais notícias