Depilação a laser robótica promete resultado mais rápido com menos dor

Débora Lublinski
Colaboração para o UOL

  • Divulgação

    A depilação robótica é feita com o aparelho Fotona e uma ponteira automatizada

    A depilação robótica é feita com o aparelho Fotona e uma ponteira automatizada

A depilação a laser evoluiu: agora essa tecnologia ganhou a ajuda de um robô, que dispensa a ação manual do médico. Batizada de DepilRobot, a inovação é uma ponteira automatizada do aparelho de laser Fotona. "Ela escaneia a área desejada e inicia a aplicação de luz de forma homogênea, ou seja, nenhum ponto deixa de ser tratado. Também não há mais de um disparo na mesma região, o que poderia aumentar a temperatura ali e causar queimaduras. Essa eficiência não é possível manualmente", explica Jardis Volpe, dermatologista de São Paulo.

Tem mais: o laser utilizado é o ND: Yag, uma novidade para a remoção dos pelos. Ele emite ondas de calor de comprimento longo e atinge diretamente o folículo do pelo, preservando a melanina, o pigmento da pele. "Isso permite que o tratamento seja feito em todos os tons de pele, inclusive nas mulheres morenas e negras, sem o risco de manchar", diz Thais Pepe, dermatologista de São Paulo. Também é indicado para todos os tipos de pelo, claros, escuros, finos e grossos, com exceção do branco.

A sessão com o DepilRobot é mais confortável, sem dor, se comparada à dos lasers que já existiam e demora menos tempo -- quase metade -- para terminar. "Essa é uma boa vantagem se pensarmos em áreas grandes, como as pernas, que demandam mais de uma hora de procedimento nos métodos anteriores", acredita o dermatologista Otávio Macedo, de São Paulo. 

Mesmo com a tecnologia de ponta, o custo do tratamento não fica tão mais alto do que a depilação a laser de diodo ou alexandrite, outros tipos de luz muito usados pelos dermatologistas. Para remover os pelos da virilha, por exemplo, o preço da sessão varia de R$ 500 a R$ 900, de acordo com cada clínica.  

DepilRobot

O que é: ponteira do aparelho Fotona que permite uma aplicação do laser ND:YAg de forma automatizada, sem a necessidade de interferência manual.

Como funciona: o médico programa o aparelho e a ponteira robótica  passa um scanner na área a ser tratada e inicia a emissão do laser na região. Isso garante mais eficiência, porque nenhum ponto da pele deixa de ser atingido. Como não há sobreposição de pontos, evita-se queimaduras.

Números de sessões: de 3 a 5, de acordo com a área a ser tratada e o tipo de pelo.  

Preço médio: de R$ 500 a R$ 900 por sessão para tratar uma área pequena, como virilha, axilas e rosto.

Manutenção: é recomendado repetir uma sessão após um ano.

Últimas notícias Ver mais notícias