Beyoncé lança clipe feminista e pede fim da exploração de meninas no mundo

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Cena do clipe de "Freedom", de Beyoncé

    Cena do clipe de "Freedom", de Beyoncé

Em sintonia com o discurso do empoderamento feminino, a cantora Beyoncé lançou nesta quarta (11) seu novo videoclipe, "Freedom", em que manda um recado incisivo contra a exploração e todas as outras formas de violência contra meninas do mundo.

Homenagem ao dia Internacional da Menina, comemorado nesta quarta, o vídeo é uma parceria com a organização The Global Goals e traz garotas de diversas localidades dublando e dançando ao som da faixa do álbum "Lemonade" (2016).

"A cada cinco minutos, uma menina morre em decorrência da violência. Uma em cada quatro meninas se casa ainda criança. 71% das vítimas de tráfico humano são meninas. 63 milhões de meninas sofreram mutilação genital. 130 milhões de meninas estão fora da escola. Meninas têm o dobro de chance de contrair HIV", informa o clipe.

"Se trabalharmos juntos, conseguiremos atingir metas globais em 2030. Acabar com todas as formas de violência contra as garotas. Colocá-las na escola. Acabar com a AIDS endêmica. Acabar com casamento infantil. Meninas do mundo estão lutando pela liberdade todos os dias. Junte-se a elas."

A participação de Beyoncé na campanha não é um evento isolado. No mês passado, a cantora, que cada vez mais vem se envolvendo em ativismo, participou do remix da faixa "Mi Gente", de J Balvin e Willy William, para arrecadar dinheiro para as vítimas do furacão Maria, no Caribe.

Últimas notícias Ver mais notícias