Carnaval 2018: Doria diz que Vila Madalena só terá blocos pequenos e de dia

Bernado Barbosa
Do UOL, em São Paulo

  • Zanone Fraissat/Folhapress

    Bloco Confraria do Pasmado na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo

    Bloco Confraria do Pasmado na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou nesta quarta-feira (11) que o carnaval de rua da Vila Madalena, um dos mais disputados da cidade, deverá ter outra cara em 2018. Segundo ele, o bairro da zona oeste só acomodará blocos pequenos e apenas durante o dia; os grandes blocos passarão para a avenida 23 de Maio.

Outra área citada por Doria como exemplo de onde deve haver restrição de público e horário é a do Baixo Augusta, que neste ano recebeu alguns dos maiores públicos do Carnaval de rua na capital paulista. "O Psiu (Programa de Silêncio Urbano) vale o ano inteiro, não há exceção durante o Carnaval", disse Doria a jornalistas após evento na sede da Prefeitura.

Segundo o prefeito, o Carnaval de rua nas vias internas de bairros deverá ficar restrito a blocos com previsão de público de até 4.000 pessoas, e sempre durante o dia. As prefeituras regionais ficarão encarregadas de fazer esta conta, de acordo com seus próprios critérios.

Para Doria, as mudanças têm como objetivo fazer um Carnaval "mais seguro, mais eficiente", com melhor infraestrutura e menos incômodo para os moradores.

Segundo o prefeito, a maioria dos organizadores de blocos aprovou as alterações. "Isto não vai inibir o Carnaval", disse Doria. "É preciso entender que o Carnaval de São Paulo assumiu outra dimensão, é o segundo maior do país."

Últimas notícias Ver mais notícias