Aos 63 anos, ela já venceu um câncer e hoje dá aulas de pole dance

Carol Salles
Colaboração para o VivaBem

  • Gabo Morales/UOL

    Vera Marques, professora de pole dance

    Vera Marques, professora de pole dance

A paulistana Vera Marques tem uma rotina de dar inveja a muita gente. Ela faz exercícios físicos todos os dias e se dedica à grande paixão: ensinar pole dance. "Vi na modalidade um desafio vibrante para continuar a amar meu corpo." A seguir, leia o depoimento que ela deu ao VivaBem:

"Minha vida sempre girou em torno do esporte. Sou formada em Educação Física e, já na adolescência, fui campeã de ginástica artística. Também dei aulas de aeróbica no extinto programa 'TV Mulher' por 7 anos. No meio disso tudo, casei, tive um filho e me separei. Depois da separação, aos 33 anos, tive um câncer maligno no canal do reto que foi muito difícil.

Fiz uma cirurgia que curou a doença, mas, claro, fiquei abatida. Minha mola propulsora para seguir adiante foi o esporte.

Os médicos diziam que eu não poderia mais trabalhar com atividade física, mas eu persisti e vivo disso até hoje. Separada e com filho pequeno, fui para Milão, na Itália, onde mantive minha carreira na mesma área. Fiquei lá por 17 anos. 

Em 2010, já de volta ao Brasil, conheci o pole dance. Me apaixonei na primeira aula. Eu buscava algo desafiador e a modalidade se encaixou direitinho. Era uma nova vibração para continuar amando o que eu fazia. Fiz cursos, me habilitei a dar aulas e, em 2011, abri um estúdio.

Além de professora de pole, também sou personal, terapeuta corporal e dou aulas de alongamento e tecido acrobático. Minha rotina de exercícios não é exaustiva, mas é diária. Faço um pouco de tudo, mas no meu ritmo.

Gabo Morales/UOL

O pole me trouxe motivação

Na época, eu estava meio desanimada com trabalho. Buscava algo que me estimulasse e achei isso no pole. Também senti que melhorou a parte muscular do corpo e aumentou a minha autoestima. Fora que é uma modalidade divertida de se fazer, e também pode ser bastante sensual, o que é muito bom também.

Sirvo de inspiração para as minhas alunas

Elas se sentem motivadas e se inspiram em mim. Brincam que querem ser assim 'quando crescerem'. Admiram-me como profissional e também como pessoa. É bem motivador para mim também. 

Tomo bastante cuidado com a minha alimentação

Por causa do meu histórico, estou sempre com os exames médicos em dia. Mas o cuidado mais importante que tenho com a saúde, acredito, é com a alimentação. Não sigo dietas, já que não estou mais em idade de competir. Como um pouco de tudo, mas gosto de me sentir leve.

Por isso, no meu dia a dia entram legumes, salada, peixe, frango, ovos, frutas, tapioca, queijo branco, iogurte, cereais. Tomo whey protein de manhã. E também incluo carboidratos, porque gasto muita energia e, ainda mais na minha idade, não posso abrir mão dele. Carne vermelha não como todo dia. Enlatados, fast-food, não fazem parte da minha alimentação --se for para engordar, vou fazer isso comendo coisas boas.

Cuido meu corpo e da minha mente

Gabo Morales/UOL
Não sou extremamente vaidosa, mas acho que todo mundo tem que se cuidar. O corpo abriga o nosso espírito, então ele tem que estar bem. Cuido do cabelo, dos dentes, mãos, pés, pele... Sem exageros, mas faço o que posso, até porque isso também é saúde. O corpo físico é nossa casa, que levamos conosco para todos os lados e ela tem que estar bem cuidada.

Quem faz o que gosta percebe que as coisas fluem. Quando eu posso, evito trabalhar com pessoas que reclamam muito, que são difíceis. Procuro manter distância. Também me considero uma pessoa de muita fé. Não faço uma meditação tradicional, mas toda noite me ajoelho e paro por alguns minutos, respiro, agradeço o dia, relembro o que aconteceu e sempre penso no que posso melhorar. Às vezes, reclamo também, claro. Mas busco muita paz no meu coração antes de deitar.

Nasci otimista, esse é o segredo

Não sei qual o segredo da minha vitalidade, mas acho que vem desse espírito alegre que eu tenho. Nasci assim. Claro que existem momentos difíceis, fico cansada... Mas de um modo geral sou bem para cima. Acordo todo dia com a certeza de que vai dar tudo certo."

Últimas notícias Ver mais notícias