5 momentos em que a desembargadora Marília Castro Neves criou polêmica

da Universa

  • Reprodução Facebook

    A desembargadora Marília Castro Neves

    A desembargadora Marília Castro Neves

Depois de acusar injustamente Marielle Franco de "estar engajada com bandidos" e ter sido "eleita pelo Comando Vermelho", a desembargadora Marília Castro Neves voltou atrás em sua declaração e afirmou ter repassado os boatos "de forma precipitada". Afinal, propagar notícias falsas é crime

Mas essa não foi a primeira vez em que ela expressou suas opiniões. Assédio sexual, o deputado Jean Wyllys e até Zumbi dos Palmares já foram alvos de posts polêmicos nas redes sociais. De acordo com o presidente da Academia Paulista de Direitos, Alfredo Attié, magistrados não podem se posicionar contra os direitos humanos nem na esfera profissional nem na pessoal.

Veja abaixo 5 momentos em que Marília Castro Neves soltou o verbo

1. Quando ela disse que não aguentava mais ler sobre assédio sexual, direitos das minorias e inclusão social

2. No dia em que afirmou que Zumbi dos Palmares era um mito histórico inventado

Veja também

#SóMulherSabe: 'Ganhava R$1.800 a menos que um homem na mesma função
Ano novo Astral 2018: veja o que esperar segundo o seu signo e para o país
Tarefas de maternidade equivalem a ter dois empregos

3. Mostrando falta de imparcialidade ao revelar suas preferências partidárias

4. Quando reproduziu notícia falsa de que Marielle Franco estava engajada com bandidos e que tinha sido eleita pelo Comando Vermelho

5. Ao sugerir que o deputado federal Jean Wyllys deveria ser executado num paredão

Últimas notícias Ver mais notícias