Elas falam sobre a primeira vez em que sentiram prazer com o sexo anal

Carolina Prado
Colaboração para Universa

  • Getty Images

O sexo anal nem sempre é bom na primeira tentativa. O ânus não tem lubrificação e a musculatura da região contrai durante a penetração, o que causa dor. Mas é uma zona erógena, cheia de terminações nervosas que, quando estimuladas com paciência, provocam muito prazer. A seguir, seis mulheres contam o que rolou de diferente na primeira vez em que curtiram a prática pra valer.

"Estar muito excitada fez toda a diferença"

"O primeiro prazer anal foi quando estávamos transando no carro. Tínhamos feito sexo, o corpo ainda estava quente e eu, excitadíssima. Ele colocou outra camisinha e propôs o sexo anal. Nem hesitei, eu estava com tesão demais. Fizemos de quatro: eu apoiada de uma forma que minhas costas estavam completamente retas. Estar muito excitada fez toda a diferença, porque em outras situações em que eu não sentia tanto tesão, não foi legal. Minha dica: além de colocar lubrificante à base de água fora do ânus, compre uma seringa sem agulha e coloque o lubrificante dentro do ânus. Ajuda horrores!"
Raquel, 19, autônoma

Veja também

"Fui por cima dele e consegui controlar a penetração"

"Fui tentar o sexo anal depois que me separei, ao conhecer um homem mais jovem e bem experiente. Falei para ele que tinha vontade, mas também medo. Então, ele passou a me estimular, com palavras e toques na região anal. A primeira vez não foi legal e ainda sujei ele. Foi quando descobri a chuca [a lavagem do ânus]. Na minha terceira tentativa foi bacana, eu estava com tesão e tive orgasmo. Fui por cima dele, que estava deitado, e consegui controlar a penetração, para não ir de uma vez. Fazer de quatro logo de cara nem sempre é bom, porque os caras se empolgam no tesão e podem nos machucar."
Cidah, 36, operadora de produção

"É muito bom receber um bom sexo oral e um beijo grego antes"

"Eu sempre tive curiosidade por sexo anal, tanto que desde a adolescência eu só me masturbo pelo ânus. Mas foi só na segunda tentativa de sexo anal que eu senti prazer. Na primeira vez, quis usar pomada anestésica: me tirou a dor e também a percepção do pênis dentro de mim. Na segunda vez, porém, desisti da pomada e usei bastante lubrificante. Foi uma delícia! Para mim, funciona gozar bastante antes de partir para o anal, para ficar molhada e relaxada. É muito bom receber um bom sexo oral e um beijo grego antes." 
Tay, 22, promotora de vendas

"Eu consigo gozar no anal na posição papai e mamãe"

"Meu companheiro e eu já vínhamos conversando há um tempo sobre sexo anal, eu tinha medo de doer e de defecar nele. Mas fomos tentando aos poucos. Ele fazia carinho, dava beijos e brincava com os dedos. A cada vez introduzíamos um pouco mais do pênis, sem pressa, respeitando o meu tempo. A única preparação que faço é evacuar algumas horas antes, para não sentir medo de sair algo a qualquer momento. Quando consegui a penetração total foi maravilhoso, senti muito prazer. Sou 'clitoriana', então, necessito de algo estimulando meu clitóris para gozar. Eu consigo gozar no anal na posição papai e mamãe (fico com o quadril mais elevado), porque a barriga dele encosta no meu clitóris."
Vanessa, 31, personal bronze

"Fizemos uma dupla penetração, usando meu vibrador Rabbit"

"A primeira vez que senti prazer com sexo anal foi quando entendi que além da lubrificação, é importante haver estimulação no clitóris e na vagina. Nessa vez, fizemos uma dupla penetração, usando meu vibrador Rabbit, que penetra e também estimula o clitóris. Para eu relaxar, precisa haver preliminares e não vou para o anal como primeira posição, porque tenho de estar excitada. Gosto de fazer deitada de lado, para tocar no meu clitóris."
Silvia, 40 anos, pedagoga 

"No começo, o pênis apenas entra, não fica colocando e tirando"

"Sempre fui curiosa com sexo anal, mas meu primeiro marido não curtia. Foi no meu segundo relacionamento que consegui ter uma prática prazerosa. Não é um prazer imediato, é preciso fazer tentativas. Temos um combinado que se eu pedir para parar, para na hora. Não tem 'daqui a pouco'. No começo da penetração anal, o pênis apenas entra, não fica colocando e tirando. Porque até relaxar dá um certo incômodo, depois fica bom. Estimular o clitóris ao mesmo tempo dá mais prazer."
Thais, 30 anos, técnica de enfermagem

Últimas notícias Ver mais notícias