#SemFrescura: por que não devemos espremer nossas espinhas?

Maria Júlia Marques
Do VivaBem, em São Paulo

Quando aparece aquela espinha gigante na nossa cara, o instinto inicial pode ser espremer a danada logo. Mas não seja essa pessoa. Se controle!

Se você cutucar essa inflamação com as mãos sujas, você pode gerar cicatrizes ou manchas. Além disso, ao espremer a espinha você espalha o pus e as bactérias que estavam nela, esses microrganismos podem atingir outros cravos e transformá-los em novas enormes espinhas. 

Por isso, é importante fazer limpeza de pele com um profissional, que saiba mexer nos seus poros sem causar nenhum inconveniente em seu rosto.

Saiba mais sobre espinhas e cravos e aprenda a lidar com elas assistindo ao vídeo acima, com dicas da esteticista Sueli Szterling, e dos dermatologistas Murilo Drummond e Tathya Taranto.

Acompanhe as informações do #SemFrescura toda segunda-feira, porque dá para ser saudável sem frescura.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Últimas notícias Ver mais notícias