Casal gay é agredido ao chegar à Rússia e um deles sofre lesão cerebral

Da Universa

  • AnjoKanFotografie/Getty Images

    Bandeira LGBT

    Bandeira LGBT

O debate sobre a homofobia na Rússia, em meio à Copa do Mundo 2018, tem ganhado força. Protestos, reportagens divulgadas pela imprensa internacional, entre outros, protagonizaram discussões que, depois da quinta-feira (14), devem tomar outro rumo.

Um casal gay francês foi agredido ao chegar ao país-sede, segundo informações do "Gay Times". De acordo com a publicação, O. Davrius e seu parceiro, cujo nome não foi divulgado, foram atacados ao pegarem um táxi em São Petersburgo.

Veja também

Davrius teria sido o mais ferido, com uma fratura na mandíbula e uma lesão craniana -- que pode ter complicações em seu funcionamento cerebral. Os possíveis responsáveis pelo ataque, Ismet  Gaidarov e Rasul  Magomedov, foram presos como suspeitos do crime.

Em comunicado, o governo afirmou que os membros da comunidade LGBTQ+ não devem deixar de ir à Rússia para prestigiar a Copa do Mundo. Além disso, eles ainda "aconselharam" a não levar bandeiras que representem a comunidade LGBT em jogos pois isso contradiria a "lei de propaganda" do país.

Últimas notícias Ver mais notícias