#SemFrescura: técnico da Alemanha come catota. É nojento, mas faz mal?

Maria Júlia Marques
Do VivaBem, em São Paulo

O treinador da Alemanha, Joachim Löw, não é famoso só por comandar uma das melhores seleções do planeta. Ele também já chamou a atenção do mundo todo por ter uns hábitos nojentos, que podem ser ruins para a saúde. 

Para começar, o técnico come catota. Sim, o líder do massacre da seleção brasileira em 2014 tira caquinha do nariz e engole! O muco tem como função dificultar a entrada de bactérias, vírus e sujeiras no organismo. Com o tempo, ele seca e vira caquinha. E aí o Joachim vai lá e ingere todas essas impurezas. Alguns médicos dizem que isso pode ser nocivo e gerar infecções. Mas outros especialistas dizem que não há problema, pois a quantidade é pequena. Na dúvida, não coma. 

A lista de nojeiras do treinador não termina aí. Ele também já foi flagrado coçando o bumbum e o saco e cheirando depois. Ao colocar a mão nas calças e depois no nariz, acaba espalhando bactérias e pode causar infecções. Não só nele, como também nos jogadores que cumprimenta e abraça no meio do jogo. 

Confira no vídeo acima todos os males que as "manias" de Joaquim Löw podem trazer para o corpo. E bora gorar a Alemanha na Copa, pois pior do que ver essas nojeiras, só mesmo sofrer outro 7 a 1, não é? 

As dicas do vídeo são do Jamal Azzam, otorrinolaringologista da Clínica Jamal, Paulo Olzon, clínico e infectologista da Unifesp, e Claudio Gonsalez, infectologista do Hospital Santa Paula.

Acompanhe as informações do #SemFrescura toda segunda-feira, porque dá para ser saudável sem frescura.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Últimas notícias Ver mais notícias