Jogador de futebol americano é acusado de mandar espancar ex-namorada

Da Universa

  • Taylor Hill/Getty Images/Instagram

    LeSean ?Shady? McCoy e Delicia Cordon

    LeSean ?Shady? McCoy e Delicia Cordon

Na quinta-feira (5), o jogador de futebol americano LeSean "Shady" McCoy foi acusado de mandar espancar a ex-namorada, Delicia Cordon, depois que uma foto dela com o rosto machucado e sangrando em uma cama de hospital viralizou nas redes sociais.

À revista "People", o representante legal de Delicia afirmou que ela foi atacada em uma madrugada, enquanto dormia na casa onde mora – e divide com LeSean – na Georgia, nos Estados Unidos. O par está separado desde o ano passado e está brigando na justiça.

Veja também 

"A Sra. Cordon foi agredida fisicamente em sua casa por um agressor que entrou na residência sem sinais de arrombamento", disse o representante em comunicado oficial à publicação.

A revista diz ainda que o homem exigiu um número específico de joias e quando ela se recusou a tirar um dos braceletes que usava, ele a agrediu e machucou também a sua prima, que também estava na casa. 

"Delicia sofreu vários ferimentos na cabeça, rosto e braço durante o ataque", complementou. A imagem foi postada nas redes sociais por Michelle Boykin, amiga de Delicia Cordon.

"Eu não acredito que você fez isso com minha melhor amiga. Seu carma vai acontecer! O mundo precisa saber que tipo de animal você é", escreveu ela na publicação apagada posteriormente.

Após a repercussão, McCoy, que estava na Flórida no momento do ataque, negou as acusações. "As alegações feitas contra mim são totalmente infundadas e ofensivas, além de completamente falsas. Não tive contato com nenhuma das pessoas envolvidas há meses", escreveu McCoy, no Twitter. 

O jogador tentou tirar a mulher e seus filhos do imóvel em que moravam juntos, o que não ocorreu, e uma audiência estava marcada para terça-feira (10), mas foi adiada para 14 de agosto a pedido da advogada de Delicia Cordon, segundo o "The New York Times".

Especula-se que o jogador de futebol americano teria contratado homens armados para o ataque.

"O agressor exigiu joias específicas que haviam sido dadas de presente à Sra. Cordon por McCoy, que haviam sido solicitadas por ele em outras ocasiões. E, depois que ela se recusou a devolvê-las, ele teria sugerido que ela poderia ser roubada, pois os itens eram valiosos", diz o comunicado do representante de Delicia. 

A polícia está investigando a agressão e o roubo.

Últimas notícias Ver mais notícias