Cão foge de avião, desaparece por 6 dias e envolve até Força Aérea do Chile

Da Universa

  • Instagram

Já imaginou levar seu cachorro para uma viagem de avião e não vê-lo por seis dias e ainda ser envolvida em uma operação com a Força Áerea e buscas no deserto do Atacama? É, tudo isso aconteceu com o pequeno Gaspar.

O cachorro salsicha, de 2 anos, estava sendo levado por Ligia Gallardo até sua dona, Janis Cavieres, em uma viagem de avião de Santiago até Iquique, no Chile, quando escapou do compartimento de bagagens do transporte e virou alvo de uma busca implacável.

Veja também

Segundo o jornal "Clarín", no dia 29 de junho, quando o avião pousou no aeroporto Diego Aracena após realizar uma viagem de duas horas de Santiago à Iquique, Ligia se desesperou ao encontrar a caixa de transporte de Gaspar vazia.

Quando procurou por notícias no aeroporto, a mulher foi informada de que a caixa teria se aberto sozinha durante o percurso, quando estava a dois metros de altura do aeroporto, e, assim o animal teria escapado. Sky, a companhia aérea responsável pela viagem, complementou dizendo que assim que o compartimento foi aberto, o cachorro saiu correndo.

Após criar uma campanha nas redes sociais, a fim de encontrar seu bichinho, Janis teve o apoio dos bombeiros locais, que fizeram uma busca no deserto do Atacama, mas infelizmente não obtiveram sucesso.

Para a felicidade da dona, dois dias após o fim das buscas, Gaspar foi visto em um posto militar perto do aeroporto, mas fugia para a Cordilheira dos Andes toda vez que alguém se aproximava dele para realizar sua captura. Foi aí que a companhia aérea solicitou o apoio da Força Aérea do Chile para conseguir chegar até o cão. A missão foi cumprida com sucesso.

"Ele estava sujo e bastante estressado. Estava desnutrido. Gaspar ficou perdido por seis dias, o que o fez perder muito peso. Agora ele está com seis quilos, e pesava nove anteriormente. Estamos mantendo-o hidratado e alimentando-o aos poucos", disse Paola Bravo, veterinária responsável pelos seus cuidados.

Ao "Clarín", Janes contou que está cogitando entrar com um processo contra a companhia aérea, que está fazendo uma investigação para descobrir como o bichinho fugiu e se houve falha humana no caso. "Ele ganhou 800 gramas desde que voltou para a casa", completou ela.

Últimas notícias Ver mais notícias