Ator e diretor de novelas Henrique Martins morre aos 84 anos

Guilherme Machado
Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Youtube/Record

    O ator e diretor Henrique Martins

    O ator e diretor Henrique Martins

Morreu neste domingo (26), aos 84 anos, o ator e diretor Henrique Martins. A informação foi confirmada ao UOL pela assessoria de imprensa do SBT, onde ele trabalhou em diversas novelas.

O diretor havia sido internado no hospital Samaritano, em São Paulo, após cair em casa e quebrar duas costelas. Ele já havia deixado a UTI, mas faleceu pouco tempo depois por falência múltipla de órgãos. O velório será nesta segunda-feira (27) das 9h às 11h no Cemitério Israelita, no Butantã, zona oeste de São Paulo. O enterro será no mesmo local.

Nascido em Berlim, na Alemanha, o ator veio para o Brasil com apenas três anos de idade. Seu nome de nascença era Heinz Schlesinger.

Com uma carreira que já durava mais de 60 anos, Henrique trabalhou em dezenas de produções na televisão, tendo passagens também por emissoras como Tupi, Excelsior, Globo, Record. 

Como ator, trabalhou em produções como "O Sheik de Agadir" (1966), da qual também foi diretor ao lado de Régis Cardoso, "A Sombra de Rebeca" (1967), "O Meu Pé de Laranja Lima" (1970), "Ribeirão do Tempo" (2010) e o remake de "Carrossel" (2012).

Como diretor, Martins atou em novelas como "O Direito de Nascer" (1964), "Anastácia, A Mulher Sem Destino" (1967), "A Barba Azul" (1974), "Os Imigrantes" (1982), "Éramos Seis" (1994), "Fascinação" (1998), "Os Ricos Também Choram" (2005) e "Amigas e Rivais" (2007).

Seu último trabalho na TV como diretor foi em "Revelação" (2008), de Íris Abravanel, no SBT. Como ator, sua última participação foi no remake de "Carrossel".

Últimas notícias Ver mais notícias