Jane Di Castro exalta profissionais da indústria pornô: "É preciso ter talento e coragem"

Diana Carvalho
Do BOL, em São Paulo

  • Rodrigo Paiva/BOL

    Jane Di Castro, ao centro, durante a premiação do Sexy Hot 2018

    Jane Di Castro, ao centro, durante a premiação do Sexy Hot 2018

Figura marcante da comunidade LGBT, Jane Di Castro, que apresentou a categoria "Melhor Cena Homo Feminina" no Prêmio Sexy Hot 2018, exaltou o trabalho dos profissionais da indústria pornô.

"Eu acho muito difícil você ser um ator, uma atriz, nesta categoria. É preciso ter coragem e talento. O que mais me impressiona é a naturalidade como eles fazem. Diante de uma câmara e de uma produção, além de você ter que tirar tudo, literalmente, tem que fazer com vontade. E eles fazem isso muito bem", declarou.

Veja também:

"Eu não encararia não, sou tímida", brincou. Mudando a expressão ao ser questionada sobre a força da comunidade LGBT e da importância de sua representatividade, Jane desabafou: "Na verdade, agora, eu estou com muito medo. Medo de um retrocesso".

"Estamos vendo um candidato [à Presidência da República] autoritário, ditador e que prega o ódio. O ódio é uma semente que se espalha. Isso me preocupa, não é bom para o Brasil", concluiu.

Quer receber notícias de Entretenimento de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Entretenimento após acessar o Messenger. É muito simples!

Últimas notícias Ver mais notícias