Noite delas! Prêmio Sexy Hot consagra primeira diretora mulher e atrizes roubam a cena

Diana Carvalho
Do BOL, em São Paulo

Pornô feito por mulheres. Assim foi marcada a 5ª edição do Prêmio Sexy Hot, que aconteceu em São Paulo nesta terça-feira (9), e consagrou pela primeira vez uma diretora mulher: Mila Spook, de 29 anos, levou a categoria "Melhor Direção" com o filme "[Des] Conectados".

Veja também:

"Esse reconhecimento é muito importante para quebrar o estereótipo de que a gente é burra, de que trabalhamos com isso porque não temos outra opção. Isso não é verdade. Escolhemos [esse trabalho] porque gostamos, somos inteligentes e capazes de criar conteúdo de qualidade", afirmou a gaúcha de 29 anos, que abriu a produtora Spook Show depois de trabalhar quatro anos como atriz e sentir a necessidade de produzir o seu próprio conteúdo.

Rodrigo Paiva/BOL
Mila Spook venceu a categoria "Melhor Direção", apresentada pelo cantor Nasi
"Muitas mulheres [do universo pornô] são formadas, com família, com filhos... Então, se estamos aqui, não é por falta de opção", reafirma a diretora, que acredita que o olhar feminino ajuda a combater o machismo em produções eróticas.

"Uma cena de sexo oral em uma mulher dura segundos, já em um homem 5 minutos, 10 minutos uma cena... Então é preciso focar no prazer feminino, mostrar o carinho. No '[Des] Conectados' busquei explorar um pouco isso, as carícias, as preliminares... É aí que a mulher sente o prazer, sente o tesão", conclui.

Rodrigo Paiva/BOL
Emme White também venceu na categoria "Melhor Cena de Sexo Oral"
Boca de Veludo

Leo Jaime, que comandou a apresentação, arrancou risos da plateia anunciando a categoria "Melhor Cena de Sexo Oral": "Sexo oral até quando é ruim, é bom. Vamos conhecer a 'boca de veludo'".

Emme White foi a vencedora com o filme "Bruxas". No palco, a atriz agradeceu ao seu parceiro de cena, Yuri. "Ele também merece os parabéns, fez um sexo maravilhoso. Gozei muito", revelou, sob aplausos.

"É preciso naturalidade"

E por falar em sentir prazer, a ex-atriz pornô Márcia Imperator, que apresentou a categoria "Melhor Atriz Hétero", deu uma dica para quem está começando na carreira. "Todos os meus orgasmos em cena foram verdadeiros. É preciso ter naturalidade, esquecer das câmeras... Afinal, você está com um homem gostoso na sua frente, então, por favor, aproveite", aconselhou.

Elisa Sanches, que também levou na categoria "Dupla Penetração", foi escolhida a melhor atriz. Emocionada, ela agradeceu: "Eu amo pornô. Não tenho nada para falar, só queria que vocês pudessem sentir o barulho do meu coração. Eu amo o que eu faço".

"Não existe sexo anal técnico"

PC Siqueira apresentou a categoria "Melhor Cena de Sexo Anal" de um jeito "sincerão": "Daqui a pouco, do jeito que estão as coisas, todo mundo vai acabar tomando no c*". Destaque da noite, Emme White foi novamente a vencedora. A atriz, que também ganhou na categoria "Melhor Cena Homo Feminina", brincou no palco dizendo que "não existe sexo anal técnico".

"Quem assiste aos filmes acha que é tudo muito rápido, mas existe toda uma preparação. Conversamos com os atores antes, para começar com calma... Mas, realmente, no anal não tem como enganar: ou você gosta, ou não gosta. Eu me divirto bastante em cena", afirmou.

Rodrigo Paiva/BOL
Destaques da noite: as atrizes Emme White, Elisa Sanches e Patrícia Kimberly

Homenagem a Mr. Catra

Requisitada por fotógrafos e fãs, Silvia Catra conferiu de perto a homenagem do Prêmio Sexy Hot a Mr. Catra, que morreu no dia 9 de setembro após luta contra um câncer no estômago.

Rodrigo Paiva/BOL
Silvia Catra acompanhada dos filhos MC Juninho FSF e MC FN
Dois filhos do cantor, MC Juninho FSF e MC FN, subiram ao palco para apresentar a categoria principal da noite, "Melhor Filme Hétero".

Antes de anunciar o vencedor, Leo Jaime fez questão de relembrar a presença do funkeiro no prêmio do ano passado, quando Catra apresentou o destaque da noite de 2017, a categoria Melhor Filme Hétero, vencida por "Loucuras de Casal".

No telão, frases marcantes de Catra relacionadas a sexo foram expostas: "Seja ecológica, solte a perereca" foi uma delas. 

Ainda durante a homenagem, MC FN disse que está seguindo direitinho o legado do pai: "Já estou com quatro filhos". 

Confira os vencedores do Prêmio Sexy Hot 2018:

Melhor Cena de Fetiche: Mia Linz e Ricardo, de "Cabine Erótica"

Melhor Cena de Ménage: Patrícia Kimberly, Marcos Sampaio e Rob, de "Encontro com os Fãs 2" 

Melhor Cena de Sexo Anal: Emme White e Yuri, de "Bruxas" 

Melhor Cena de Sexo Oral: Emme White e Yuri, de "Bruxas"

Melhor Cena Homo Feminina: Fernandinha Fernandez, Fabiane Thompson e Emme White, de "Serviço completo"

Melhor Diretor: Mila Spook, de "[Des] Conectados"

Melhor Filme Hétero: "[Des] Conectados", com direção de Mila Spook

Revelação do Ano - Hétero: Danny Mancini, de "Serviço completo"

Revelação do Ano - LGBT: Dread Hot, de "5 para 1" 

Melhor Ator Hétero: Nego Catra, de "No íntimo do perverso" 

Melhor Atriz Hétero: Elisa Sanches, de "Negão do Zap"

Melhor Atriz Homo Feminina: Patricia Kimberly, de "Garotas da van em Reunião da Diretoria" 

Veja ainda:

Quer receber notícias de Entretenimento de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Entretenimento após acessar o Messenger. É muito simples!

Últimas notícias Ver mais notícias