Estúdio afirma que documentário sobre Bob Marley na Netflix é plágio

Rodolfo Vicentini
Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Bob Marley

    Bob Marley

Um documentário da Netflix sobre Bob Marley virou briga na justiça por acusação de plágio, informou a revista The Hollywood Reporter.

TJ Barrack e Marc Joubert, do Adaptive  Studios, alegam que a ideia da série documental "ReMastered" -- projeto com episódios de uma hora em que vários diretores estariam diretamente ligados -- foi deles, e que os irmãos Jeff e Michael Zimbalist roubaram o conceito para a produção cuja primeira parte estreia neste mês no serviço de streaming.

O primeiro episódio da série trata de conspirações sobre quem atirou em Bob Marley em 1976, na Jamaica. Segundo Barrack e Joubert, foram eles que apresentaram as teorias para os irmãos. A ideia original da dupla era que Jeff e Michael fossem os diretores do episódio sobre o ícone do reggae.

Segundo o advogado das vítimas, Howard Weitzman, "os Zimbalist, que nunca tinham ouvido falar na teoria de que Bob Marley pode ter sido assassinado pela CIA, ficaram intrigados com a história e aceitaram dirigir o episódio".

Após a reunião, os produtores entregaram um documento para os irmãos com a sinopse e o conceito do projeto. Em 2012, segundo afirma o processo, Jeff e Michael aceitaram dirigir o especial, mas Barrack e Joubert desistiram da ideia após HBO e Showtime não se interessarem pela série.

Segundo analisa a ação judicial, os Zimbalist "roubaram o conceito de 'ReMastered'". TJ Barrack e Marc Joubert querem receber parte dos direitos autorais e indenizações compensatórias.

"ReMastered: Who Shot the Sheriff", que tem os irmãos Zimbalist como produtores executivos, estreia na Netflix nesta sexta-feira (12).

Últimas notícias Ver mais notícias