"Eu sei que errei", admite Nadja após chamar Ana Paula de homofóbica

Caroline Venco
Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Reprodução/PlayPlus

    Nadja Pessoa conversa com Fernanda Lacerda e Rafael Ilha no quarto

    Nadja Pessoa conversa com Fernanda Lacerda e Rafael Ilha no quarto

Na noite da última quarta-feira (10), ao tentar defender Evandro Santo em uma briga com Ana Paula Renault, Nadja Pessoa chamou a jornalista de homofóbica. Neste quinta-feira (11), a empresária admitiu que errou ao acusar a colega de confinamento: "Eu sei que eu errei".

"O que você disse é crime. Você tinha que ter ficado quieta. Você não tem nada a ver com essa história e acabou perdendo a razão. E quem se ferra com isso? É você e não ela", declarou Fernanda Lacerda. "É que o Evandro disse que parecia que ela não gostava dele por ser gay", argumentou a ex-participante do "Power Couple Brasil".

"Mas fica quieta e deixa o Evandro resolver isso", enfatizou a Mendigata. "Sempre tem um preconceito aqui dentro. Me falaram no ao vivo que eu não deveria estar confinado aqui, mas em outro lugar porque eu sou velho. Se eu sou velho, como será que os pais dessa pessoa são? Quando a gente fala para você parar, é para parar", disse Rafael Ilha. 

Últimas notícias Ver mais notícias